sábado, 29 de dezembro de 2012

Mães de Bragança reagem às mães de Valência

Grupo de mães portuguesas recusa tirar a roupa e critica mães espanholas. Está reaberta a ferida da antiga rivalidade ibérica.
 
As mães de Valência, Espanha, despiram-se para um calendário erótico com o objectivo de angariar fundos para pagar o transporte escolar dos filhos. As mães de Bragança já reagiram pela voz da representante do Movimento que preconiza a defesa da honra das mães de família, assim como a moral e os bons costumes da pitoresca cidade transmontana, dona Deolinda das Dores, de 72 anos de idade: "Querem transformar a península ibérica num bataclan. Nós, as mães de Bragança não poderemos tolerar tal coisa". Quando confrontada com o motivo pelo qual as mães de Valência se despiram, dona Deolinda das Dores reagiu assim, ao mesmo tempo que levantava o dedo do meio: "Nós também fomos convidadas a tirar a roupa para mostrarmos que as mães de Bragança têm tudo aquilo que as "meninas" brasileiras têm, mas recusámos, em nome da moral e dos bons costumes, e porque o cachet era baixo". E concluiu: "A FHM não me largou durante meses a fio. Queriam que eu fosse capa na edição da Páscoa, mas eu disse que nem pensar, tinha netos a cargo e um marido com sida em casa para cuidar"!
Por H.G.P.

Nenhum comentário:

Postar um comentário