domingo, 21 de outubro de 2012

Domingo à noite...

1. Ao que parece, agora é moda os miúdos usarem headphones enormes e entrarem pelas escolas adentro, salas de aula inclusive, com uns orelhões gigantescos. É cool, é pinta e parece um estágio da selecção portuguesa de futebol.  No outro dia, fui levar os meus filhos à escola e deparei-me com um aluno a entrar para o interior do estabelecimento de ensino com aquela parafernália toda montada no toutiço. Quando o porteiro lhe fez alta para o chamar a atenção, de longe, parecia mesmo uma flash interview do miguel veloso!
 
2. Como já tive oportunidade de dizer em sede própria, eu sou contra o género animal que estaciona de frente na secção de revistas dos supermercados e impede a passagem de pessoas que querem mesmo comprar revistas e ver famosos em pêlo, físico e moral, no recato do lar! Agora, não tenho nada contra aquela espécie animal de gente que se dedica à leitura compenetrada de livros em supermercados. Eu pertenço a este segundo sub género e aproveito a discrição de médias e grandes superfícies para me lambuzar de badanas e lombadas. No outro dia, lambuzei-me com a contracapa de um livro intitulado: "A céu existe mesmo", o relato verídico de um menino que, com quatro anos, foi ao céu durante uma operação de urgência ao apêndice, esteve com Jesus e São José e sobreviveu à pressão atmosférica para contar a sua história! Lúcia, 10 anos; Fancisco, 9 anos; Jacinta, 7 anos! Colton Burpo, 4 anos! Até parece que Deus não consegue convencer a malta mais crescidota! Deus pode tudo! Por isso, toca a escolher para a próxima pessoas que já saibam ler e escrever, até porque ajuda a evitar bocas foleiras! No que toca a encontros imediatos de 3 grau e a idas ao céu, ainda assim, eu sou um bocado conservador! Prefiro malta com pelo menos 18 anos! Como o paraquedista austríaco, Felix Baumgartner, que tem bem para cima de 30. Felix tem a vantagem de ter estado consciente durante a visita ao céu e de ter fotografado e filmado tudo! É assim, eu não sei o que é que nos Estados Unidos põem na anestesia, mas que deve dar para um gajo arrumar carros o resto da vida, lá isso deve...
 
3. Como a minha mulher não gostou dos dois anteriores, recuso-me a continuar. Logo agora que isto ia começar a ser bom!

Nenhum comentário:

Postar um comentário