sexta-feira, 6 de junho de 2014

Aumentar os impostos "às vezes é certo, outras vezes é errado" afirma ministro do atual executivo

Num indiano irrepreensível, um ministro do atual executivo, que não se quis contudo identificar, e a que chamaremos, para efeitos desta notícia, "Fazal", referiu sobre a última subida de impostos e supervenientes, que "`as vezes é certo, outras vezes é errado". "Fazal", que falava aos microfones do RdE com um lenço na boca, distorceu ainda que "cada cultura tem as suas tradições, os seus usos e costumes, e não devemos ter uma atitude de superioridade civilizacional sobre elas. Numas viola-se, noutras mata-se, noutras mata-se e viola-se, noutras mata-se e esfola-se, noutras aumenta-se os impostos, mata-se e esfola-se, como é o caso da nossa". Sem nunca assumir o seu apreço pelo caril, este governante deixou ainda mais aberta a porta ao relativismo moral: "e assim é que é bonito"! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário