domingo, 16 de março de 2014

Proibida a permanência de deputados em espaços públicos fechados

A Direcção-Geral de Saúde anunciou há instantes que por "motivos de saúde pública será temporariamente proibida a manutenção de deputados em espaços públicos fechados, tendo em conta os inúmeros casos registados nos últimos anos em que no decurso da permanência continuada de deputados em espaços fechados se registaram consequências gravíssimas para a saúde dos portugueses". Segundo a DGS, os espaços onde se registaram os casos com consequências mais gravosas para a saúde dos portugueses foram parlamentos, nacionais ou regionais, sedes de partidos políticos à noite, o restaurante "O Martinho da Arcada" e a sede do Parlamento Europeu. "A medida estará em vigor até à melhoria da qualidade do ar que se respira", concluiu a mesma fonte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário