quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

PS, PSP e SEF pedem fiscalização sucessiva do orçamento

Depois do Presidente da República ter deixado claro que não irá pedir a fiscalização do Orçamento de Estado para 2014, as principais forças políticas, mesmo as já falecidas como é o caso do PS, já vieram a público dizer que irão requerer a fiscalização sucessiva do OE para este ano. Para além do PS, também a PSP e o SEF vão usar o mesmo instrumento. No caso da polícia, esta força pediu a fiscalização porque se acredita que o orçamento esconde diversos crimes, já o SEF está convencido de que houve a intromissão de estrangeiros, muito provavelmente três, muito provavelmente ilegais, na elaboração do documento. Francisco José Viegas ainda não disse nada, mas se dissesse diria: "vão mas é levar no ..". Quanto a Mário Soares, ainda se encontra na aula magna desde a noite de 21 de Novembro último, e uma equipa mista constituída por sapadores de bombeiros de Lisboa e negociadores da PJ encontra-se a gerir o processo de retirada do antigo presidente da República da conhecida sala de espectáculos e conferências. Sobre tudo isto, Hernani Carvalho ainda nada disse a Júlia Pinheiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário