sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Esta semana ouvi...

Olá, bom dia, no "Esta semana eu ouvi" a entrevista do presidente do Gil Vicente a uma estação de rádio. Ouvi e desguiei o ouvido interno em dois sítios, e agora só o bruxo de Fafe e um endireita que mora "ali para cima" me podem valer. Depois de ouvir o senhor António Fiúza a dizer que era "parte interessante" numa cena qualquer com o Benfica fiquei cheio de vontade de ir ali aos Estados Unidos adquirir uma 8 mm e disparar sobre mim próprio, mas sou contra todo o tipo de violência. Ser "parte interessante" numa história qualquer não só é muito mais interessante que ser "parte interessada", como promove a boa-disposição da população em geral, e cativa. Se o presidente do Gil Vicente tivesse dito que era "parte interessada" ninguém lhe ligava nenhuma, é uma estratégia de comunicação inteligente e revela que na sua cabeça não há, como pensavam os cientistas que andam a estudar o funcionamento do cérebro do presidente do Gil Vicente, coelhinhas da playboy aos saltinhos a comer cenouras cruas e ovos moles de Aveiro a fazer de cérebro, mas antes relações sinápticas de complexidade acentuada que sabem transmitir cá para fora mensagens encriptadas de forma legível e genuína. Ui! Agora, parecia o treinador Manuel Machado a explicar uma derrota de 3-0: "efectivamente o esférico não logrou penetrar para lá da linha de baliza, facto esse que se ficou a dever às condições fisiológicas de dois ou três intérpretes do nosso lado que não possuíram, nos momentos-chave de cada definição, a desenvoltura e a capacidade para definir as jogadas, que foram inúmeras e que enlearam o nosso oponente numa teia da qual parecia impossível desenvencilhar-se. Não obstante, a posição de Júpiter sobre Urano, e o facto deste estar especialmente afastado de Mercúrio, que se zangou com Plutão e acabou por lhe mostrar cartão vermelho, ficando assim a galáxia reduzida a oito, deixou-nos em desvantagem numérica, o que fez com que o outro lado conseguisse sair por cima, aproveitando o ensejo e dessa forma logrando almejar as nossas redes e, quando assim é, só nos resta enfatizar o que de melhor fizemos e parabenizar o adversário pela resiliência demonstrada e acuidade na hora h". (Silêncio) Ãhhh, neurofisiologistas de renome ainda não chegaram a conclusões definitivas sobre o que se passa na cabeça de António Fiúza e de Manuel Machado, porque andam entretidos com o António Lobo Antunes, e porque ainda não é possível autopsiar pessoas em vida, agora, que algo de estranho se passa, passa. Por falar em passa, Joseph Blatter morre de amores por uma mulher que era casada com um empresário à data em que se conheceram. Linda é três décadas mais nova, e ao que parece, Blatter pediu-a emprestada ao respectivo esposo e nunca mais a devolveu. O patrão da Fifa passeou a namorada pela gala da Bola de Ouro da Fifa, tal como fizeram CR7 e Messi, e anda feliz. Ainda faz cenas e baba-se um bocadinho, mas de resto... 

Nenhum comentário:

Postar um comentário