quarta-feira, 31 de julho de 2013

Vítor Gaspar, Gepeto de Maria Luís Albuquerque, diz que esta "não mentiu" quando disse nada saber sobre Swaps, mas que se há pessoa que sabia tudo sobre Swaps era ela...

Ou é de mim ou ofender assim os termos do princípio da não-contradição sem uma ou duas comissões parlamentares de inquérito pelo meio para disfarçar é digno de figurar no cartaz do circo de Montecarlo no dia de ano novo? Gaspar faz-me lembrar aqueles gigs que bufam a miúda mais gira da turma ao director só porque esta não lhes liga nenhuma. Pessoalmente, acho Maria Luís Albuquerque, de longe, o membro mais sexy do actual executivo e o cerco em que se encontra ainda a torna mais interessante, porque às vezes transpira um bocadinho no parlamento e eu sou doido por isso. Agora, ver o PS a assistir ao lume brando em que estão a queimar Maria Luís é o cúmulo daquilo a que se vulgarizou chamar "hipocrisia política", ou como se diz quando se percorre o caminho entre os meus intestinos delgado e grosso, que é uma espécie de caminho de Santiago, só que por gravidade, é o cúmulo da... ãh... é melhor não dizer! Não, não digo! Não insistam! Depois já sei como é que é quando falo demais, fico a pensar nisso e vocês também... Agora, ou é de mim ou a continuar assim Maria Luís Albuquerque nunca será "uma menina de verdade"? Eu sei que está calor e, a juntar a isso, há sempre a minha tendência para cheirar mal dos pés, e em julho ter as unhas das mãos cheias de lixo de Junho, mas o mundo podia ir melhor do que isto que vai, não podia? Seguro é o líder do PS, caramba! Ter o Tó Zé a fazer oposição a este governo é como soltar um seminarista às quatro da manhã no parque Eduardo VII... Vai ser devorado de certeza absoluta e alguém vai ficar com uma indigestão daquelas! A crise política, sem dúvida nenhuma, deu ao mundo novos mundos, pena é que seja o submundo das Swap, da intriga político-partidária, das moções de confiança... Uma moção de confiança num momento em que o governo goza de uma maioria absoluta parlamentar é como ir a um casting em que os membros do juri são o nosso pai e a nossa mãe... Depois de passar uma moção de confiança de manhã, nada como uma comissão de inquérito às Swap de tarde para chafurdar na desconfiança e na dissimulação... Eu imagino quanto tempo não terá demorado ontem à noite ao chegar a casa o duche de Maria Luís Albuquerque... Pessoalmente, não gosto do conceito de comissões de inquérito, fazem-me lembrar salas de interrogatório e filmes de espionagem russos, agora ainda gosto menos de Swap, e de PPP's e de BPN's. Áh, e de Gepetos, é que não vou à bola com gepetos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário