quarta-feira, 17 de julho de 2013

António José Seguro só aceita fazer parte de uma solução de governo caso o deixem ser ele a acabar com a crise

O líder do Partido Socialista lançou ontem um novo dado para a mesa das negociações com o CDS e o CDS, os dois partidos que fazem parte da coligação de governo e liderados, respectivamente, por Paulo Portas e Paulo Portas: "eu aceito um acordo tripartido de governo se me deixarem ser a mim a acabar com a crise"! Portas e Portas a início mostraram-se renitentes, pois faziam questão de ser eles a acabar com a actual crise económica e financeira, mas acabaram por aceder e será o líder do PS a acabar com este pesadelo em que nos encontramos, numa cerimónia que terá lugar no Largo do Rato e em que será descerrada uma estátua de meio corpo de António José Seguro envergando uma t-shirt de Che Guevara. Durante a cerimónia, Seguro envergará ele próprio uma t-shirt dos Fine Young Cannibals, uma banda que ele ouvia quando era miúdo, como agora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário