quarta-feira, 31 de julho de 2013

Vítor Gaspar, Gepeto de Maria Luís Albuquerque, diz que esta "não mentiu" quando disse nada saber sobre Swaps, mas que se há pessoa que sabia tudo sobre Swaps era ela...

Ou é de mim ou ofender assim os termos do princípio da não-contradição sem uma ou duas comissões parlamentares de inquérito pelo meio para disfarçar é digno de figurar no cartaz do circo de Montecarlo no dia de ano novo? Gaspar faz-me lembrar aqueles gigs que bufam a miúda mais gira da turma ao director só porque esta não lhes liga nenhuma. Pessoalmente, acho Maria Luís Albuquerque, de longe, o membro mais sexy do actual executivo e o cerco em que se encontra ainda a torna mais interessante, porque às vezes transpira um bocadinho no parlamento e eu sou doido por isso. Agora, ver o PS a assistir ao lume brando em que estão a queimar Maria Luís é o cúmulo daquilo a que se vulgarizou chamar "hipocrisia política", ou como se diz quando se percorre o caminho entre os meus intestinos delgado e grosso, que é uma espécie de caminho de Santiago, só que por gravidade, é o cúmulo da... ãh... é melhor não dizer! Não, não digo! Não insistam! Depois já sei como é que é quando falo demais, fico a pensar nisso e vocês também... Agora, ou é de mim ou a continuar assim Maria Luís Albuquerque nunca será "uma menina de verdade"? Eu sei que está calor e, a juntar a isso, há sempre a minha tendência para cheirar mal dos pés, e em julho ter as unhas das mãos cheias de lixo de Junho, mas o mundo podia ir melhor do que isto que vai, não podia? Seguro é o líder do PS, caramba! Ter o Tó Zé a fazer oposição a este governo é como soltar um seminarista às quatro da manhã no parque Eduardo VII... Vai ser devorado de certeza absoluta e alguém vai ficar com uma indigestão daquelas! A crise política, sem dúvida nenhuma, deu ao mundo novos mundos, pena é que seja o submundo das Swap, da intriga político-partidária, das moções de confiança... Uma moção de confiança num momento em que o governo goza de uma maioria absoluta parlamentar é como ir a um casting em que os membros do juri são o nosso pai e a nossa mãe... Depois de passar uma moção de confiança de manhã, nada como uma comissão de inquérito às Swap de tarde para chafurdar na desconfiança e na dissimulação... Eu imagino quanto tempo não terá demorado ontem à noite ao chegar a casa o duche de Maria Luís Albuquerque... Pessoalmente, não gosto do conceito de comissões de inquérito, fazem-me lembrar salas de interrogatório e filmes de espionagem russos, agora ainda gosto menos de Swap, e de PPP's e de BPN's. Áh, e de Gepetos, é que não vou à bola com gepetos.

domingo, 28 de julho de 2013

Maria Luís Albuquerque com garantia de dois anos dada pelo fornecedor

Questionado sobre se mantém a confiança em Maria Luís Albuquerque, após a revelação de emails em que fica claro que Maria Luís Albuquerque estava a par dos contratos Swap, ao contrário do que afirmou em diferentes ocasiões aos deputados na Assembleia da República, assim como na garantia dada pelo Primeiro-Ministro aquando da nomeação da nova ministra das finanças de que "sobre a doutora Maria Luís Albuquerque não pesa qualquer coisa menos correcta", o Presidente da República respondeu de forma positiva: "à garantia dada pelo senhor Primeiro-Ministro, que eu conheço desde pequenino, acrescem as garantias bancárias dadas pelo BCE e pelo FMI de que sobre a senhora ministra nada pesa de menos correcto, assim como as garantias das entidades bancárias que negociaram os Swap com as empresas públicas portuguesas". Depois de uma pausa para anilhar uma pomba que pousou no ombro do presidente, Cavaco Silva concluiu que "recebi a garantia da Troika que caso a senhora ministra se mantenha em funções haverá dinheiro para pagar os prejuízos dos Swap, do BPN e do BPP, dos submarinos, das PPP, da Rute Marques, das férias do meu colega Puttin, assim como outras asneiras da grossa que se possam fazer entretanto. E, se calhar, ainda dá para não ter que voltar a aumentar os impostos ainda este ano".

Miguel Relvas defende ministra das finanças: "Maria Luís Albuquerque não mentiu só porque não disse a verdade"

O ex ministro Adjunto não percebe tanto "sururu" à volta da ministra das Finanças Maria Luís Albuquerque, por causa dos contratos "Swap": "vamos lá esclarecer uma coisa: Maria Luís Albuquerque mentiu só porque não disse a verdade? Como é evidente não!" No mesmo tom algo crispado, o ex governante rematou: "pelo amor de Deus!"

Poiares Maduro menos sexy que Pires de Lima, também conhecido pelo "garanhão do Caldas"...

A até agora estrela ascendente do governo, o ministro Adjunto Poiares Maduro, eleito por Inês Pedrosa e Inês Serra Lopes como o homem mais sexy do anterior executivo do actual executivo, está a perder o estatuto para Pires de Lima, também conhecido pelo "garanhão do Caldas". O antecessor de Maduro, Miguel Relvas, que se se lembram, fez parte do anterior executivo ao anterior executivo do actual executivo, já veio a público dizer, naquele seu estilo muito peculiar de quem tem um curso superior: "é bem feito! Tem a mania que é bom só porque fez parte da tuna académica, agora embrulha"! A recente predilecção de Passos Coelho por ministros sexy ajuda a explicar a saída de Assunção Cristas e Álvaro Santos Pereira do governo, e tem levado muitos analistas a colocar a questão: "para quando a entrada de Nuno Melo para uma pasta qualquer?" Segundo o inquérito de uma revista feminina, os políticos mais sexy são os do CDS. Os Democrata-Cristãos são também os que se vestem melhor e os que fazem as escolhas mais adequadas de vinho para cada ocasião.

domingo, 21 de julho de 2013

Cavaco anilha Maria Luís Albuquerque para não se esquecer do nome da ministra

A meia hora de fazer uma declaração ao país, o Presidente Aníbal Cavaco Silva ainda está cheio de dúvidas. Uma das dúvidas que mais tem afligido o presidente é se a nova ministra das finanças se chama Maria Luísa Albuquerque ou Maria Luís Albuquerque. Cavaco tem medo de dizer mal o nome da ministra das finanças e lançar o país numa nova crise política. Mais, o presidente tem receio que a ministra se demita, de forma revogável e que por isso não haja volta a dar. É portanto muito provável que o presidente anuncie esta noite que irá convocar Maria Luís Albuquerque para um encontro no Palácio de Belém, à margem do qual o chefe de estado aproveitará para anilhar a ministra das finanças de modo a que possa identificá-la sempre que necessário sem margem para erros. Se houver tempo, Cavaco dirá ainda qualquer coisa sobre o futuro político do país.

quinta-feira, 18 de julho de 2013

As três grandes confissões cristãs prestam serviços de Consulting & Advising aos partidos que procuram entendimento de salvação nacional

As reuniões entre os três partidos do memorando com vista a um acordo de Salvação Nacional está a ser inspirada na História da Salvação do Cristianismo. Segundo fonte próxima dos três partidos, as três principais confissões cristãs - Igrejas Católica, Protestante e Ortodoxa - estão a fornecer serviços de Consulting & advising aos três partidos que participam na negociação para atingir um acordo que permita um governo de salvação nacional. O RdE soube ainda que no final de cada reunião os elementos de cada um dos partidos destacados para estas negociações colocam a mão direita em cima do capacete de Pedro Mota Soares e fazem uma oração.

É dos partidos cafajestes e rufias que o PS gosta mais...

O Partido Socialista diz que o actual governo liderado pela coligação PSD/CDS não tem palavra, não é de confiança e traiu os portugueses. POR ISSO, vai juntar-se a ele. Se para os mais distraídos isto não faz sentido e, repito, só mesmo para os mais distraídos é que isto poderá não fazer sentido, para uma pessoa atenta à realidade que a rodeia, como eu próprio, não me espanta rigorosamente nada. Toda a gente sabe que as mulheres certinhas e cumpridoras do seu dever, nomeadamente, conjugal, adoram um bom cafajeste, um homem que as ponha no lugar e lhes agarre pelo rabo de cavalo, ou sem de cavalo. Ao que parece, a actual direcção dos socialistas adora ser ignorada, traída e maltratada e até se excita um bocadinho com isso... Os socialistas aceitaram o seu "homem" depois deste ter estado ausente dois anos e ignorado completamente a noiva do memorando inicial. Depois de ter sido abandonada no altar, Seguro terá mesmo dito que já não sentia uma emoção parecida a este regresso à cena política como quando andou pela primeira vez de montanha-russa. Passos Coelho é, neste sentido, o cafajeste de Seguro e trouxe um amigo para, como suavizar isto, participar na coboiada. Deste threesome entre Passos, Portas e Seguro quem vai sofrer mais, já se sabe, não é nenhum dos três... É quem fica a assistir à película, de qualidade duvidosa, e realizado por um cineasta menor. Se os bonecos do "Contra" ainda por aí andassem, Acabado Silva caía que nem ginja no genérico final deste filme. Agora, o que me preocupa mesmo é o Elton John andar por aí a fazer de Nel Monteiro e até agora nem uma palavra sobre isso na discussão da moção de censura do PC, desculpem,  dos "Verdes",  que decorre neste momento na AR. Nem uma!...

Dicionário do humor

Irrevogável: (latim irrevocabilis, -e)
 
adj. 2 g.


1. Que não se pode revogar.


2. Definitivo.


3. Que não torna atrás.

quarta-feira, 17 de julho de 2013

António José Seguro só aceita fazer parte de uma solução de governo caso o deixem ser ele a acabar com a crise

O líder do Partido Socialista lançou ontem um novo dado para a mesa das negociações com o CDS e o CDS, os dois partidos que fazem parte da coligação de governo e liderados, respectivamente, por Paulo Portas e Paulo Portas: "eu aceito um acordo tripartido de governo se me deixarem ser a mim a acabar com a crise"! Portas e Portas a início mostraram-se renitentes, pois faziam questão de ser eles a acabar com a actual crise económica e financeira, mas acabaram por aceder e será o líder do PS a acabar com este pesadelo em que nos encontramos, numa cerimónia que terá lugar no Largo do Rato e em que será descerrada uma estátua de meio corpo de António José Seguro envergando uma t-shirt de Che Guevara. Durante a cerimónia, Seguro envergará ele próprio uma t-shirt dos Fine Young Cannibals, uma banda que ele ouvia quando era miúdo, como agora.

Metade de Maria Luís Albuquerque fará parte de 1/5 das decisões tomadas doravante pelo actual executivo

Começa a ganhar forma o acordo entre os partidos que assinaram o memorando e o RdE sabe que a actual Ministra das Finanças deverá participar em metade de 1/5 das decisões tomadas pelo actual executivo, passando a assumir um papel relevante no orçamento para o economato de cada ministério e na gestão do plafon para jantares e saídas à noite dos membros mais novos do governo e que ainda gostam da borga, pois colaram o exercício de cargos do governo à queima das fitas. Este papel fundamental de Maria Luís Albuquerque foi uma exigência do PSD e, particularmente, de Pedro Passos Coelho que, em contrapartida, teve de ceder às exigências do CDS e, particularmente, de Paulo Portas, de que a Ministra das Finanças participasse apenas nos primeiros 15 minutos de cada Conselho de Ministros, abertos à comunicação social e que ficasse atrás de si, de cócoras, nas fotografias oficiais.

Elsa Roncon (oi?) Santos demite-se e diz que podia perfeitamente fazer a metade das reuniões para as quais Maria Luís Albuquerque não é convocada

Depois de Paulo Portas se ter demitido por, lá no fundo, lá no fundo, querer o lugar de Passos Coelho, é agora a vez de Elsa Roncon (oi?) Santos se demitir por querer o lugar que fora de Maria Luís Albuquerque. Ao contrário do ex ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros e actual ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, a decisão de Roncon (oi?) Santos não é irrevogável, pelo que deve ser para manter. A ex Secretária de Estado do Tesouro confidenciou mesmo no seu círculo mais próximo que podia perfeitamente "fazer a outra  metade das reuniões para as quais a Maria Luís não for convidada".

segunda-feira, 15 de julho de 2013

Questões fracturantes já não dividem líderes dos partidos da "bandolete da governação"

As reuniões entre os três partidos do arco da governação parecem estar a chegar a bom porto. Uma das questões mais fracturantes, e que poderia fazer perigar um acordo de salvação nacional, era o facto de Paulo Portas, líder do CDS, e Paulo Portas, Líder do CDS, terem um alfaiate melhor que o de António José Seguro. Aliás, Seguro queixava-se de não ter alfaiate e de comprar os fatos na multinacional espanhola Zara. Ao que conseguimos apurar, os três líderes já chegaram a acordo quanto a esta matéria, passando todos a vestir no alfaiate Augusto Saldanha. A questão delicada que se segue é que os líderes dos dois partidos da coligação ainda em funções, Paulo Portas e Paulo Portas, estão contra a utilização da designação "arco da governação", preferindo antes "bandolete da governação". Seguro está contra esta alteração, mas o RdE sabe que uma vez que os dois líderes da coligação lhe abriram as portas do atelier de Augusto Saldanha, o mínimo que ele poderá fazer agora é aceitar fazer parte dos partidos da "bandolete da governação".

Tira para BD

Balão 1 - Parece que o Braga sempre vai lutar pelo título este ano...

Balão 2 - Porquê?

Balão 3 - Bruno Carvalho disse que este ano o campeonato não vai ser disputado a dois...

sábado, 13 de julho de 2013

CDS adia congresso para depois das autárquicas, caso ainda haja partido

O congresso do CDS, que já havia sido adiado e foi entretanto desconvocado e a seguir apontado para depois das autárquicas, poderá não vir a realizar-se de maneira nenhuma, caso o partido sucumba ao mais do que provável desaire dos partidos da coligação nas próximas eleições municipais. Segundo fonte próxima da direcção do partido, mas que não se quis identificar, "ouça, não fará sentido estar a desperdiçar recursos e tempo num congresso de um partido que já tenha acabado, não acha?!". 

CDS troca congresso por sessão de pitches

Depois de ter sido adiado, o congresso do CDS acaba de ser desconvocado e trocado por uma sessão de pitches onde cada ex congressista deverá convencer Miguel Gonçalves, presidente da sessão, de que tem boas ideias para o país. Recorde-se que o embaixador do programa "Impulso Jovem", que foi lançado por Miguel Relvas, já havia presidido a um conselho de ministros informal. Cada pitch será filmado e enviado para o Presidente da República, que terá a palavra final sobre as melhores apresentações e as ideias mais apelativas. O pitch mais aguardado é o de Paulo Portas, que procurará convencer Miguel Gonçalves e um grupo de investidores árabes de que é a pessoa certa para ser vice primeiro ministro.

sexta-feira, 12 de julho de 2013

"Puta vida, merda cagalhões", ou Da certeza

Ontem, Assunção Esteves citou Simone de Beauvoire; hoje, Paulo Portas citou Sá Carneiro; logo à noite, no final da emissão da Sic Notícias, o mais tardar amanhã de manhã, eu gostaria de citar Nel Monteiro: "Por não ter condições de vida / E ver sinais de mal a pior / Desculpem a minha linguagem / Mas não consigo ter outra melhor / Ai é duro ser pobre / E mais duro é com certeza / Um pobre ser toda a vida / A lixeira da nobreza". Mas é no refrão que o texto de Nel Monteiro atinge o ponto nevrálgico da crise em que vivemos: "Puta vida, merda cagalhões / Porque será que tem de ser assim / Desigualdade sem ter fim". Eu sei o que é que o Jerónimo de Sousa está a pensar neste momento sobre a poética de Nel: " - Tiraste-me as palavras da boca, homem!", naquele jeito de Marlon Brando que Marx lhe deu. Agora, se no caso de Assunção Esteves, esta ficou a esbracejar e, finalmente, a afogar-se na palavra "carrascos", mas percebendo-se a intenção, já no caso de Portas, o sacrifício da sua "reputação" pelo país é como se a rapariga que já não é virgem, vá lá, há três décadas, quisesse agora conceder a sua virgindade, no limiar dos cinquenta, a um qualquer homem que por ela se tivesse apaixonado. Falar da (boa ) reputação política de Paulo Portas faz tanto sentido como a Catarina Martins e o João Semedo serem as caras da próxima campanha publicitária do Banif. Porque há coisas, como diria Wittgenstein, sobre as quais podemos ter certezas básicas, como se fossem condição de possibilidade do nosso mundo, aquele em que vivemos, e essas certezas são, como diria Portas, ai, como é que diria Portas, ai como é, como é, já sei, "irrevogáveis"!

quinta-feira, 11 de julho de 2013

Importa-se de repetir?

Eu sei que o senhor Presidente já falou há mais de 24 horas sobre a solução para a crise política que o país atravessa, mas se não se importasse de repetir?...

Urgências de Belém à pinha!

O serviço de urgências do Palácio de Belém registou nos últimos dias um afluxo alarmante de utentes, que se acentuou nas últimas 24 horas e promete manter-se ao longo do dia de hoje e, provavelmente, também durante os dias mais próximos. O director clínico do Palácio esclareceu já que os serviços de Belém estavam já preparados para uma afluência de utentes a necessitar de cuidados urgentes, sendo que todos aqueles que têm acorrido a este serviço de urgências têm sido devidamente tratados, apesar de alguns chegarem em muito mau estado. Entre os pacientes urgentes a inspirar maiores cuidados contam-se Pedro Passos Coelho, Paulo Portas e António José Seguro. 

Presidente remodela remodelação proposta pelo CDS e pelo CDS, os dois partidos que compõem a coligação

Aníbal Cavaco Silva surpreendeu tudo e todos ontem à noite ao não aceitar a proposta do CDS e do CDS, os dois partidos que compõem a coligação, para a nova formação do governo que deveria levar o país até 2015 sem mais sobressaltos. Ao contrário, o PR propôs uma remodelação da remodelação, uma vez que, segundo conseguimos apurar, não concordava com cerca de 20 nomes, entre ministros e secretários de estado, propostos por Paulo Portas e Paulo Portas, os líderes dos dois partidos da coligação. O futuro do país é agora uma incógnita e está nas mãos da Maya e do Nuno Graciano.  

País acorda acavacado ao governo mas o que me preocupa é Nel Monteiro!

Eu sei que as pessoas estão demasiado focadas na actual situação política do país, nomeadamente, com o facto de termos um Presidente da República Portuguesa a fazer de Presidente da República Francesa, de termos um ministro dos Negócios Estrangeiros a fazer de Primeiro Ministro e de termos um Primeiro Ministro de fazer de conta, agora, na minha opinião, com o que os portugueses deveriam estar preocupados é com isto:

- O que raio estava a fazer ontem à noite no "5 para a meia noite" o Elton John a fazer de Nel Monteiro? É que isto sim, põe em causa a soberania nacional e os valores da República e a continuar assim vamos mesmo precisar de ser resgatados!

quarta-feira, 10 de julho de 2013

Castings para o governo terminam hoje

Cavaco Silva termina hoje quatro dias de castings para o próximo governo de Portugal, que deverá ser o mesmo, apesar de completamente diferente, de modo a evitar a desagregação do país e uma crise política. Logo mais, pelas 20h30, o Chefe de Estado deverá comunicar os resultados das audições e os grandes vencedores do "Queres fazer parte do próximo governo de Portugal? Bora lá a Belém, então".

Portas acusa Cavaco de promover a instabilidade política

O ex ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros e actual ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros acusou hoje, à margem de uma vichyssoise com o núcleo duro do seu partido, após a audiência em Belém com o Presidente da República, este mesmo de promover a instabilidade política do país. Paulo Portas classificou mesmo o comportamento político de Cavaco de "irresponsável" e "atiçador", ao promover vários dias de audições, prolongando o impasse político provocado por Passos Coelho ao nomear Maria Luís Albuquerque para ministra de Estado e das Finanças. 

Cavaco aceita solução de governo de Portas e Passos para evitar parto em directo de Assunção Cristas

Paulo Portas explicou hoje, devagarinho, a Cavaco Silva que, ou o Presidente dá o seu aval à solução de governo preconizada por CDS e PSD, ou a ministra Assunção Cristas arrisca-se a dar à luz no Palácio de Belém ou em  directo para todo o país durante uma das inúmeras conferências de imprensa ou comunicações ao país em que o CDS tem participado, devido ao impasse político em que o país se encontra. Este terá sido, aliás, um dos trunfos jogados por Portas para levar Cavaco a fazer aquilo que Cavaco sempre disse que faria: nada. 

IPMA manda pregar tábuas nas portas e janelas entre as 20 e as 21h desta quarta feira

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera lançou hoje um alerta de "comunicação do Presidente da República ao País", lembrando os efeitos devastadores que este tipo de fenómeno costumam ter. Segundo um responsável deste instituto, "a prevenção é muito importante neste tipo de intempéries. O rasto de destruição deixado por comunicações anteriores do Presidente da República, nomeadamente, no Verão de 2008 a propósito do estatuto politico-administrativo dos Açores, faz-nos temer o pior para a comunicação desta noite, sobretudo, entre as 20h30 e as 21 horas".  

Não há dúvidas, as intenções de Portugal em relação à Europa são sérias e passam pelo altar

O RdE sabe que a resposta ao Eurogrupo acerca das verdadeiras intenções de Portugal vai ser dada hoje por Cavaco Silva, durante a comunicação ao país que servirá para esclarecer se o governo se mantém em funções ou se, pelo contrário, o governo se mantém em funções. Por sorte, "esta merda que eu faço" teve acesso em primeira mão ao discurso de Cavaco, que promete sossegar a Europa: "as intenções de Portugal são sérias. Queremos ter relações com a Europa e sabemos que para isso temos de casar. E é precisamente essa a nossa intenção, levar a Europa ao altar".  

quinta-feira, 4 de julho de 2013

Pior cego é aquele que não quer saltar da piscina do Splash

Quem é que inventou o Splash? Não sei quem foi mas quem foi deu-se ao trabalho, porque é das coisas com menos sentido que já vi - e eu já vi o Toy, em fato de banho de nem digo o quê, a fazer a hola mexicana com o abdómen enquanto era entrevistado pelo Unas em cima de uma prancha! Agora, meter a Júlia Pinheiro dentro de um complexo de piscinas é o equivalente a levar o Miguel Sousa Tavares numa visita de estudo à refinaria da Galp. Não há técnico de som que valha àquilo! À segunda feira à hora do almoço ainda ando eu a fazer curativo aos ouvidos! Por falar em Galp, a Sónia Brazão foi uma agradável surpresa a fazer Splash. Já a tínhamos visto a fazer Bang e também ia muito bem... Agora, ou é de mim, ou o Splash é um cruzamento à bruta entre o "Ponto de Encontro" (um beijinho para o Henrique Mendes, onde quer que ele esteja) e os jogos olímpicos?! Ou paralímpicos, vai dar ao mesmo!... Primeiro, foi o reencontro da família Areias... Há quem diga que o camelo apareceu, há quem diga que não. Eu acho que apareceu e ainda está aí para as curvas. Depois, foi o Jorge Pina, o concorrente que apenas vê dez por cento de um dos olhos, que reencontrou a filha que já não via há muito tempo. E que bonito foi ouvir na final do concurso a plateia do Splash toda em uníssono a gritar "Pina! Pina! Pina! Pina!". (Pausa) Que bonito! "Pina! Pina! Pina!". (Pausa) E Pina fez a vontade à turba e... subiu à prancha dos 7,5m e mergulhou para o vazio. É assim, tentar encontrar sentido no Splash é como explorar o aparelho reprodutor do filho do Nené, não faz sentido! Agora, por falar em raparigas bonitas, eu já não via umas perninhas como as da Carolina Patrocínio desde que o Jorge Couto evoluía nos relvados. Não sei se se lembram, mas o Jorge tinha umas pernas que faziam lembrar um concurso de tiro com arco. Agora mais a sério: eu gostei da participação da Carolina da cintura para cima, mas a pergunta que se impõe é: eles dão licença de uso e porte de arma a pessoas assim tão novas? É que o Uva é um rocket pronto a disparar! Ah, antes de me ir embora, só mais uma ostra recheada: ouvi dizer que os professores vão fazer greve à oitava avaliação da troika! Por isso, escusam de aparecer, senhores da troika. Até porque acho que a maioria dos alunos, sobretudo, os melhores, também vai faltar, tipo Gaspar, Portas, Coelho...
PS. Vão lá ajudar a mãe da Simone a procurar a filha, que a senhora está no Jamor desde domingo e ainda não sabe que o país acabou!

quarta-feira, 3 de julho de 2013

Sisa Vieira contrata Vítor Gaspar

Muito se tem falado do futuro de Vítor Gaspar, agora que o desemprego lhe bateu à porta, e o RdE está em condições de avançar que o ex ministro das finanças não ficará muito tempo fora do activo. O atelier de Sisa Vieira deverá ser o próximo destino do "arquitecto da austeridade" cujo estilo e traço austero muito agradam ao próprio Sisa Vieira que adora "o modo como o Vítor edifica, desestrurando os elementos e reorganizando-os numa amálgama só aparentemente sem sentido", disse em exclusivo a "esta merda que eu faço" o Nobel da Arquitectura.

Depois de ter desligado a máquina que mantinha o governo vivo, Portas faz agora respiração boca a boca ao executivo

Depois de Paulo Portas ter desligado a máquina que ligava o governo à vida, depois da coligação ter passado uma noite romântica numa unidade hoteleira da capital, ou como diria Miguel Relvas, também conhecido por "arquitecto da ligeireza", hunidade oteleira, Paulo Portas decidiu oje (ai o raça do Relvas!) fazer respiração boca a boca ao actual executivo. Poiares Maduro, contudo, terá declinado o gesto do ainda ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, considerando-o fora de tempo.

Afinal foi só um arrufo e partidos da coligação terminaram a noite de ontem a fazer amor!

O Primeiro-ministro Pedro Passos Coelho disse ontem - sem se desmanchar a rir - que "a estabilidade da coligação não está em causa pois não há divergências profundas entre os dois partidos da coligação. O que há", prosseguiu o chefe do governo, "são dois partidos da coligação que pensam por si... Um quer aumentar a TSU dos trabalhadores e pensionistas, outro não; um quer abrandar o chicote da austeridade, outro não, um queria aproveitar a saída do senhor ministro das finanças para mudar a política, outro não". Ah, então é só isso?!

Maria Luís Albuquerque é irmã mais nova de Ângela Merkel e Gaspar foi vítima de bullying por parte de colegas ministros

Eis alguns dos segredos do guião da próxima novela da TVI e nova aposta na ficção nacional da boa: Maria Luís é afinal a irmã muito mais nova de Ângela, que praticamente a criou, e amiga íntima de Gaspar, um jovem governante perseguido por colegas de governo.

Comissão diretiva do CDS reúne de urgência... amanhã!

Depois de Portas bater consigo próprio, um dia depois de ascender a número dois do governo... dois anos depois, o CDS marca uma reunião de urgência para... amanhã! Com o país à beira do caos governativo, trata-se, sem margem para dúvida, de um tipo de urgência sui generis, porque apesar do estado do país inspirar cuidados, nomeadamente, urgentes, pode deixar-se para o dia seguinte o seu tratamento. Para quem não estiver a conseguir alcançar, derivado à complexidade que este movimento político encerra, é mais ou menos como uma pessoa chegar a uma urgência hospitalar em estado muito grave e dizer: « - Estou muito mal, mas podem começar a tratar de mim só amanhã, ok?!».

terça-feira, 2 de julho de 2013

Cabeça de Maria Luís Albuquerque rola da Secretaria de Estado das Finanças para Ministério das Finanças

Depois de durante meses vários setores da sociedade portuguesa terem pedido a cabeça de Maria Luís Albuquerque na sequência dos contratos "swap", eis que Pedro Passos Coelho faz rolar a cabeça de Maria Luís Albuquerque da Secretaria de Estado das Finanças até ao Ministério das Finanças. Com esta jogada, o Primeiro Ministro mata dois Pedros Passos Coelhos de uma cajadada só, pois substitui um ministro incómodo por uma secretária de estado incómoda.