quarta-feira, 10 de abril de 2013

Miguel Relvas substitui senhor do galho

Depois de ter pedido a demissão por falta de força, no caso, anímica, Miguel Relvas torna-se o segundo caso mediático em pouco mais de um mês a abandonar um cargo por falta de "ânimo", depois do papa Bento XVI. Segundo conseguimos apurar, o ex ministro adjunto e dos assuntos parlamentares está neste momento a estudar duas propostas de trabalho, segundo a mesma fonte, ambas consideradas muito aliciantes por Miguel Relvas. Em cima da mesa está então a possibilidade de ser o senhor do galho - aquele de pijama em cima de uma árvore que lá admite no fim que não tem força - ou de ir para deputado. Se por um lado ser senhor do galho dá mais trabalho, e é menos confortável do que os assentos da Assembleia da República, que são almofadados, por outro o parlamento fica mais próximo da casa do ministro, e ser senhor do galho não inclui despesas de representação, deslocação e alojamento. Antes de tomar uma decisão definitiva, Relvas promete desta vez estudar o assunto, mesmo, fazer exames e tomar no mínimo uma decisão de Bologna.
Notícia ficcionada

Nenhum comentário:

Postar um comentário