terça-feira, 16 de abril de 2013

Diogo Morgado a "bater punho" por esse mundo fora!

Então como é, abriu a época à caça dos candidatos a presidentes de câmara e ninguém avisa? É que é assim, ainda há muitos a abater e eu tenho uma caçadeira nova para experimentar em caçadas ao elefante, mas os bilhetes de avião para a Nigéria estão pela hora da morte... 'Tou a brincar, a um candidato pela enésima vez a presidente de câmara nem com uma flor se abate! E quanto a mim, se quiser caçar grandes mamíferos vou à Quinta das Laranjeiras, em Sete Rios... Ou aos estúdios da sic onde se gravou o "peso pesado" ver se ficou alguém para trás... Então e vocês, como é, ainda estais todos de olhos "pregados" no Diogo Morgado a chorar no colinho da Oprah e a derreter de orgulho e emoção pelo facto de Jesus, afinal, ser português e ter sido crucificado na América? É uma história um bocado mal contada, porque, apesar do continente africano e americano serem gémeos siameses unidos pelo abdómen e separados com sucesso à nascença - mesmo tendo em linha de conta o facto de África ter ficado com sequelas, sobretudo, na zona da África equatorial e baixo ventre-, a Galileia nos Estates é que já é mais difícil de engolir. Isso, e o "hot Jesus"!... Caramba, Diogo Morgado é tão sexy a fazer de Jesus que anda meia América cheia de vontade de rezar, sobretudo, a América Tea Party, que é a América conservadora e hipócrita e que adora pôr coisas em taparuéres... Enfim, que o Diogo Morgado fique irresistível de coroa de espinhos e a jorrar sangue ainda vá que não vá, agora que ele diga, e passo a citar, que eu nestas coisas sou comá Leonor, gosto logo de ir à fonte: “Isto não foi um papel. Senti que fui um recetáculo para a mensagem de Jesus Cristo.” Pera lá que eu vou repetir só a última parte, para vocês não pensarem que fui eu que larguei um cogumelo nuclear dos baixinhos: "Senti que fui um recetáculo para a mensagem de Jesus". Depois disto, só posso dizer que estou preocupado com o Diogo, porque a última pessoa a quem deu isto foi à Alexandra Solnado e não se pode dizer que seja bom para ninguém. Outra coisa do ramo do sobrenatural, só para terminar a parte espiritual desta crónica, é o inglês do Diogo, na proporção inversa, por exemplo, ao francês do Mário Soares. Vocês ouviram bem o Diogo a falar inglês, é que o rapaz é irrepreensível, fala como se tivesse andado no high School e ido ao prom com a most popular girl do liceu. O inglês do Diogo é tão cool, que me apetece já mamar a série completa do "Beverly Hills 90210" e fazer de conta que sou o Luke Perry. Por falar em gajos com estilo, e o Miguel Gonçalves? Para mim, o novo embaixador para o empreendedorismo do programa "Impulso Jovem", nomeado por Miguel Relvas, é a prova de que Miguel Relvas não morreu politicamente e vai "andar por aí" através da ação do Miguel Gonçalves, que é, tal como Relvas, um criativo de profissão. Aliás, Miguel Gonçalves é um Miguel Relvas com um curso superior e uma pasta de gel na cabeça. Relvas faz-me lembrar um daqueles tios afastados com 90 anos, que já teve 5 avc's e 5 comas profundos, e só para chatear sobreviveu. O tio é rijo, é o que vale!
Crónica radiofónica humorada

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário