terça-feira, 5 de março de 2013

O caminho submarino para a Índia

Então como é? A zumbar na caneca e a malhar na caixa de lexotans? Há grupos de ajuda para largar isso, é só fazerem uma pesquisa na net! Eu lá sei? Não é que necessite de me justificar, mas eu não preciso dessas coisas para enfrentar o dia-a-dia! Àh, mas precisas destas!, dizem vocês naquele vossos estilo inconfundível de marmota embebida em vinha d'alhos. É verdade que fazer estas cenas me ajudam a não fazer cenas piores na vida real, mas nem toda a gente tem a capacidade que eu tenho de fazer verdadeiras obras de arte com o teclado de um computador e uma ligação à internet, não é?! Ah, mas pornografia não conta... Shh, calou, que não é para responder! Era retórica e eu ando a dormir mal e quando isso acontece só me apetece dizer a tabuada e agora não me dá jeito porque há pessoas aqui à volta que não iam compreender, e iam achar estranho se eu começasse 9X9 81 e enfim. Por falar em dormir mal, eu compreendo perfeitamente o Miguel Relvas, que não dorme por causa do desemprego jovem. Mas quero saber quem é que se preocupa comigo, que não durmo por causa do desemprego que compreende o intervalo de idades entre os 50 e os 65 anos. É que não há nenhum "impulso 3.ª idade" para combater o desemprego nesta faixa etária e não me venham com o viagra, porque isso não resolve o problema do senhor que aparece no galho da árvore, no intervalo da novela! Há uma perturbação do sono no governo, isso é bem claro nas olheiras do Vítor Gaspar e nas insónias de Relvas, mas também há uma perturbação bipolar e ninguém diz nada! Na mesma semana, temos Assunção Cristas a chorar no alta definição e o ministro Paulo Portas à beira da histeria na Índia! Vamos lá ver uma coisa, ou se cria aqui um equilíbrio ou não há humor que resista! E sejamos claros: se o governo não anda a dormir, disfarça muito bem! E agora tenho de ir, que descobri que todo eu sou carne de cavalo e só me apetece relinchar e cozinhar-me as pás em bolonhesa e isso é capaz de ser mau sinal... IiiiiiiiiibrrrrrrIiiiiiiibrrrr!
PS. Vender os submarinos à Índia em ALD é que era negócio e dava jeito para tapar o défice e as olheiras ao Gaspar. Se calhar, para as olheiras não dava, que o buraco é muito fundo, mas pró défice chegava e sobrava. Se Portas conseguisse convencer os indianos, que não são parvos e por isso não é fácil, que os submarinos são uma coisa boa para se ter, sobretudo, quando se tem dinheiro para os ter, isso é que era. Chama-se o caminho submarino para a Índia e a entrada na História do ministro Portas.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário