terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

Próximo Papa poderá não ser católico

Apesar de não tremer e parecer estar fino como um pêro, o papa Bento XVI anunciou ontem que quer deixar o Vaticano. O irmão de Ratzinger diz que que este está doente, e que essa é a principal motivação para deixar o sumo pontificado, mas as más línguas dizem que as razões são outras, mais especificamente, que são isto, e que são aquilo. Nesta altura, especula-se já muito sobre quem será o sucessor de Bento XVI, mas fonte próxima do Vaticano já disse à jornalista Áurea Miguel da Rádio Renanscença, que por sua vez disse a uma amiga da RFM, que me contou a mim, que sou jornalista do RdE, que o próximo Papa poderá surpreender tudo e todos e não ser, inclusivamente, católico. O objectivo é ir buscar dentro do cristianismo novos crentes para o catolicismo, nomeadamente, da franja ortodoxa e protestante, e também permitir notícias como esta.
Notícia ficcionada

Nenhum comentário:

Postar um comentário