sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Próximo Papa deverá ser magistrado do Ministério Público

A existência de um relatório, na sequência do escândalo do mordomo do Papa Bento XVI, com cerca de 300 páginas onde se revela, entre outras coisas, a confirmação de um poderoso lobby gay no Vaticano e casos de proxenetismo envolvendo padres e seminaristas, poderá estar na origem da decisão do Papa em renunciar. Ao que parece, é intenção de Bento XVI passar o teor do relatório para o seu sucessor, que deverá ser um homem Santo, Forte e Jovem para lidar com tão delicada e difícil situação. Segundo conseguimos apurar, Cristiano Ronaldo não está disponível, mas vários magistrados do Ministério Público não negaram o interesse em assumir o sumo pontificado, onde não faltará matéria para investigação.
Notícia ficcionada

Nenhum comentário:

Postar um comentário