segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Faça férias em declarações de membros do governo

As reacções do governo às cenas que vão acontecendo, seja relatórios da troika, seja a revisão das funções do estado, são como o tempo nos Açores: no mesmo dia, temos as quatro estações do ano. Sobre o mesmo assunto, o governo dá-nos sol, chuva, frio, calor. Se há coisa a que este governo nos habituou, a rotina não foi de certeza uma delas. Nunca há uma reacção do governo, há várias. É uma espécie de vários governos: um de pequeno-almoço, outro de almoço, outro ainda para o lanche, mas, o meu preferido, é o governo after-height, que é aquele que faz à hora do telejornal o apanhado de tudo o que os outros disseram durante o dia, e tenta construir o fio condutor com fios d' ovos! É assim, cá há vários, na Grécia há meio, na Bélgica não há nenhum. São diferentes manifestações do mesmo regime! Pessoalmente, como gosto muito dos Açores, já marquei férias na suite presidencial das próximas declarações dos governos que governam o nosso país sobre mais cortes, que estão anunciadas para Fevereiro, que eu adoro levar com sol na eira e chuva no nabal e porrada nas ventas! Este governo faz-me lembrar um jogo de computador, cujo objectivo é subir e descer plataformas e aniquilar todos os ministros e secretários de estado que se encontrar pelo caminho. Cada jogador tem um número ilimitado de vidas e há os níveis inicial, intermédio e  avançado. O objectivo de qualquer jogador que se preze é chegar ao último nível, que é onde joga Relvas, um guerrilheiro impiedoso e impossível de eliminar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário