sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Crato anda desconfiado da Sorbonne e não só ...

  1. O ministro da Educação de Portugal anda desconfiado de uma série de cursos da Sorbonne, Oxford e Harvard e já pôs a Direção Geral da Educação a investigar o grau de exigência destes estabelecimentos de ensino. Na mira de Crato está nomeadamente o curso de Filosofia da Universidade francesa e os MBA em gestão e economia da Universidade Americana.

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Parlamento coreano da Madeira organiza "Jogo das Cadeiras" mas Jardim faltou

O Assembleia da Coreia do Norte da Madeira organizou esta manhã, no âmbito das celebrações natalícias do parlamento regional, o "Jogo das Cadeiras", mas apenas o deputado do PND, Hélder Spínola, se inscreveu na atividade. Spínola fez questão de jogar mesmo assim e sentou-se na cadeira do presidente do governo regional, exigindo depois o respectivo prémio. O deputado do PND acabou por ser levado à força por outros meninos, que não quiseram brincar e marcaram novo jogo para daqui a dias.

Crato anda desconfiado dos licenciados em escolas superiores de educação, que o Pai Natal exista mesmo e sobre a verdadeira identidade da filha de Nené

Em entrevista esclarecedora ontem à RTP, o ministro da educação confessou que anda desconfiado dos "licenciados em escolas superiores de educação". O ministro não evidenciou, contudo, qualquer desconfiança em relação às escolas superiores de educação em si mesmas, tanto é, que todas elas abriram as portas esta manhã e continuarão a formar técnicos para a área da Educação, pelo menos, até ao fecho do expediente. Entretanto, Nuno Crato nada disse sobre as Escolas Superiores de Gestão, sobres as Escolas Superiores de Hotelaria e sobre as Escolas Superiores de Teatro e Cinema, mas deduz-se que ande preocupado. Sabe-se agora que o ministério homologa com a pulga atrás da orelha os cursos das Escolas Superiores de Educação, e daí a Prova de Avaliação de Conhecimentos e Capacidades (PACC), que, sabe-se também agora, serve para apanhar na rede professores com menos de cinco anos de serviço docente oriundos dessas, sabemos agora, escolazecas. Agora, faz tudo tudo muito mais sentido. Tanto sentido como o cruzar de pernas de Catarina Furtado do Cláudio Ramos. O ministro Nuno Crato não avançou ainda assim qualquer medida para apanhar em flagrante delito de falta de competência professores com mais de cinco anos de serviço que tiraram os cursos nas ditas Escolas Superiores de Educação, e que estão isentos da prova. O ministro também não disse nada sobre como pretende caçar os professores que tiraram os cursos nessas escolas, sabemos agora, incapazes e que já entraram nos quadros do ministério. Sobre os professores competentes que tiraram os seus cursos em Escolas Superiores de Educação, mas que têm mais de cinco anos de serviço, Nuno Crato não explicou como poderão fazer prova dessa competência. Por isso, por enquanto, continuarão a passar por incompetentes. Estive atento à entrevista e Nuno Crato também não disse nada sobre professores oriundos das Universidades Católica, Clássica, Letras, Portucalense, Lusíada, Minho, Coimbra e Algarve que durante a sua formação superior tenham sido apanhados a copiar durante os exames. De igual modo manteve o silêncio sobre como vai avaliar os candidatos a juízes apanhados a copiar no exame de acesso à magistratura, e que tenham menos de cinco anos de serviço. Já sobre as licenciaturas de Miguel Relvas e José Sócrates, Crato também não se pronunciou, mas como o primeiro tem menos de cinco anos de serviço no governo terá de fazer uma prova para se poder voltar a candidatar a cargos executivos no sector público. José Sócrates, que esteve mais de cinco anos em São Bento, safou-se por um ano. Nuno Crato é aquele homem que levantou finalmente a cabeça e anda à procura de culpados, vê-se que está com dificuldades mas ao menos anda à procura... É normal, eu quando olho em redor também não me consigo ver, também não me encontro. Mas ainda bem que Crato anda por aí, senão isto era uma balbúrdia! 

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Crato deu hoje gorjeta de 20 Euros a empregado de mesa que já foi professor

Num gesto simbólico de quem quer dar o primeiro passo para fazer as pazes com os professores, o ministro Nuno Crato deu e/ou devolveu hoje, dia da realização da Prova de Avaliação de Conhecimentos e Capacidades para professores com menos de cinco anos de serviço, uma gorja de 20€ a um empregado de mesa que já foi professor e que o serviu num restaurante da Baixa. Crato disse mesmo que "ele tinha imenso jeito para servir à mesa, sabia línguas estrangeiras, contas de multiplicar e o teorema de Pitágoras de trás para a frente". O ministro referiu também que tem ainda "muitas notas de 20 para distribuir por professores, assim os encontre por aí, que nas escolas é cada vez mais difícil". 

Portas quer iniciar discussão sobre aumento do salário mínimo em Janeiro mas não esclareceu quando pretende terminá-la

O vice-primeiro ministro agendou para Janeiro de 2014 a discussão sobre o aumento do salário mínimo, mas nada disse sobre quando pretende terminar os trabalhos. Fonte próxima de Paulo Portas informaram, contudo, que os trabalhos decorrerão de forma tão célere quanto os do guião para a reforma do Estado, uma vez que, segundo a mesma fonte, o Vice-Primeiro Ministro não gosta de perder tempo em assuntos desta importância.

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Mario Draghi diz que Portugal vai ter um programa depois do resgate, não se sabe é qual, nem a Maya!

O presidente do Banco Central Europeu disse hoje que Portugal irá ter um "programa depois do resgate, não se sabe é qual", acrescentando: "nem a Maya faz a mínima ideia". Mário Draghi só não disse se Portugal iria ter um país depois do resgate. Sobre este ponto ou sobre o significado das tatuagens de Sónia Tavares, vocalista dos Gift e jurada do Factor X, o presidente do BCE nada quis adiantar, mas lá foi adiantando: "alguma m.... se há-de arranjar". 

domingo, 15 de dezembro de 2013

Protecção Civil lança alerta de cruzar de pernas de Claúdio Ramos

O Serviço Nacional de Protecção Civil lançou um alerta de cruzar de pernas de Cláudio Ramos para a próxima semana, mas aconselha as pessoas "a terem cuidados especiais até às celebrações de Ano Novo". Segundo o SNPC, "os grupos de risco devem ter especiais cuidados, sobretudo, homens casados que acham o João Mota um querido, metrossexuais e pessoas que trabalham no meio artístico". Segundo esta autoridade, "o risco maior reside no facto de quando o Cláudio cruza as pernas nos programas de TV em que participa, principalmente, na "Costeleta de Adão" do Canal Q, ele se parecer muito com a Catarina Furtado, que cruza as pernas exactamente da mesma maneira, o que pode levar homens de barba rija a pôr em causa as suas opções, que fará homens que põem creme de noite e base pela manhã". 

Carta de motivação

Há uma lacuna de humoristas bonítos no panorama da comédia em Portugal, que se pensava ter sido colmatada pela chegada à cena de Eduardo Jaime, conhecido apresentador do magazine cultural "Paradoxo da tangência". Contudo, estudos recentes descobriram resquícios de fealdade em Eduardo que estavam escondidos sob toneladas de base e make-up. Além disso, descobriu-se que tem verrugas e estrias. Abstenho-me igualmente de publicar fotos de Bruno Nogueira, Manuel Marques ou António Machado para sustentar a minha tese. Áh, são feios, mas fazem rir, o que num humorista, parecendo que não, dá jeito e não é propriamente dispiciendo (enquanto vocês consultam o dicionário para confirmar se dispiciendo existe e, caso exista, o que significa, eu vou continuando, se não se importarem). É verdade que fazem rir, mas fazer rir não chega no humor moderno, muito menos, no humor contemporâneo, que se encontra muito na Gulbenkian ou na aula magna! É preciso ser bonito, ter uma boa imagem e saber olhar para a câmara. É por isso que escrevo humor e posso fazer a diferença como chefe de linha numa fábrica, ou apontador num estaleiro de obra.

Exéquias de Mandela deverão acabar antes do final do ano, ou o mais tardar durante o 1.º trimestre de 2014

Maya, a conhecida taróloga e RP, que usa o nariz do professor Dumbledore apenas para confundir, previu hoje que as cerimónias fúnebres de Nelson Mandela deverão acabar lá para o final do ano ou "se a coisa se atrasar, o mais tardar durante o 1.º trimestre de 2014", referiu a também apresentadora de programas de televisão e ex professora primária, enquanto deitava cartas para uma mesa. Maya leu ainda numa mão de copas que "não há funeral que sempre dure nem vida que não se acabe", acrescentando ao analisar uma vazada de paus: "ou vice-versa". Para concluir, a conhecida adivinhadora vaticinou que "tudo começa, se desenvolve e acaba, normalmente, no fim"!

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Por um éne se ganha, por um éne se perde...

A cientista Maria Mota, do Instituto de Medicina Molecular de Lisboa, e que desenvolveu uma investigação muito importante no campo da Malária, acaba de vencer o prémio Pessoa. Marina Mota já reagiu a esta distinção: "é triste morrer assim na praia. Foi por muito pouco, mas já se sabe, por um éne se ganha, por um éne se perde"!

Em caso de doença, tomar a medicação todinha até ao fim

O Hélder manda dizer que é muito fofinho e que se for tomado com moderação não tem efeitos secundários nem causa habituação. Não substitui, contudo, a medicação no caso de doença, ou de falso intérprete de linguagem gestual, que é a mesma coisa.  

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Papa Francisco prefere Clooney a Banderas mas Portas não comenta

Depois das notícias que dão António Banderas como forte candidato a fazer de Papa Francisco no cinema, o Sumo Pontífice já veio a público dizer que "apesar de ficar bem com a camiseta do Boca Juniores, o Banderas não é suficientemente sexy para fazer de mim. Além disso, o George Clooney fica muito melhor paramentado". Até à hora de fecho desta edição, procurámos obter uma reacção do vice Primeiro-Ministro de Portugal a esta questão, mas sem sucesso. 

domingo, 8 de dezembro de 2013

Polícias espancados em discoteca gay do Porto não eram uma banda de covers dos Village People

Segundo o que o RdE conseguiu apurar, o grupo de polícias espancado numa conhecida discoteca gay do Porto não eram uma banda de covers dos Village People como se chegou a crer, mas sim um grupo de polícias mesmo. Segundo vários clientes, presumivelmente gays, do conhecido estabelecimento de diversão nocturna, "a vida é assim mesmo, umas vezes leva-se, outras vezes dá-se, conforme se esteja virado para um lado, ou para o outro". 

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Pai, o Tribunal Constitucional não existe!

Depois de milhares de crianças terem deixado de acreditar no Pai Natal ao longo de 2013, um estudo recente do eurostat veio revelar que isso se deve, na maior parte dos casos, ao facto de os pais que se faziam passar por Pai Natal se terem suicidado, estarem sob efeito de antidepressivos ou por terem emigrado para longe e não terem dinheiro para ir a casa no Natal. Segundo o mesmo estudo, os portugueses deixaram igualmente de acreditar no Tribunal Constitucional, depois deste ter aceite o aumento na função pública das 35 para as 40 horas de trabalho semanais.

domingo, 1 de dezembro de 2013

Mário Soares disse que Cavaco Silva é o presidente de todos os desempregados

O antigo presidente da república, Mário Soares, que dizia ser o presidente de todos os portugueses, foi à aula magna e, apesar de não estar lá ninguém, pediu à senhora da limpeza para o deixar entrar e disse ALTO E BOM SOM que o actual presidente Cavaco "é o presidente de todos os desempregados". Depois apelou à revolta e cantou aquela parte do hino que diz "ÀS ARMAS, ÀS ARMAS". A seguir chegou o motorista pago pelo erário público, no carro pago pelo erário público, e foram até à fundação que já foi paga pelo erário público, onde Mário Soares tinha uma vernissage. 

Passos Coelho lamentou hoje, num dia que já não existe, que jovens qualificados que já não existem tenham de emigrar para países que ainda existem!

O Primeiro-Ministro, e ex jovem, Pedro Passos Coelho lamentou hoje, numa entrega de prémios do Instituto Português da Juventude, o facto dos jovens qualificados terem de sair do país "para se realizarem profissionalmente", mas que se lixe. No 1.º de Dezembro, e perante uma plateia de utentes de lares de idosos, o chefe de governo falou para jovens que já não existem, num dia que já não existe e saiu-se como sempre bem no domínio do surreal. Passos disse que a geração mais qualificada da nossa história será muito importante para o país, só não disse foi quando, e crucial "para evitarmos crises futuras", concluindo que daqui a quarenta anos, uma semana depois de terem regressado, espera estar a falar para os jovens que hoje se vêem obrigados a partir.

sábado, 30 de novembro de 2013

Ladrão de pizzas adolescente julgado por um colectivo de juizes

"Quem diz que a justiça portuguesa não funciona não sabe o que diz", quem o diz é a ministra da justiça, a propósito do caso do ladrão de pizzas, acusado de roubar a um estafeta duas pizzas familiares, um pão d'alho e uma garrafa de refrigerante, no valor aproximado de 30€. Tomando este caso como exemplo, Paula Teixeira da Cruz referiu que cada um dos três juízes do colectivo se debruçou sobre ingredientes diferentes da acusação: "um dos magistrados analisou o número de rodelas de pepperoni furtadas, um segundo juíz ficou-se pelos tipos de queijo e o terceiro debruçou-se sobre a massa e os cogumelos usados na confecção". Para Paula Teixeira da Cruz resulta evidente "a existência de um cúmplice, que ainda não foi possível identificar, uma vez que uma das pizzas tinha queijo e outra não, sendo que o arguido adora queijo", concluiu a ministra.

Cavaco Silva, o eufemista súbito!

Não se trata de acometer os reformados de "frustração súbita", mas de "morte súbita" que o senhor presidente, que também é um pensionista em dificuldades como já fez saber ao país, está a escamotear com um "eufemismo súbito". 

O país acorda todos os dias com a boca seca, o corpo dormente e ovos a estrelar no fígado e, enquanto isso, o Presidente da República anda numa azáfama de cartas para o Tribunal Constitucional a pedir prendas para o sapatinho dos portugueses. Deve ser por estar imbuído do espírito das iluminações de Natal que já mijam de luz o país - ou então é porque ainda acredita mesmo que o Tribunal Constitucional existe - que Cavaco Silva mandou um postalinho ao TC a dizer que se opõe ao "regime sacrificial" (amém) da convergência de pensões e que teme que esta "convergência" (ou como se diz em pensionês, "agarra que é ladrão") seja causadora de "frustração súbita" nos pensionistas. Eu não sei como é que hei-de dizer isto ao senhor presidente sem o magoar, e por isso vou dizê-lo à César das Neves, deixem-me só pegar na caixa de fósforos de acender fogueiras de queimar pessoas portuguesas que ganham o salário mínimo e têm a lata de se fazerem passar por pobres... Ora cá vai: não se trata de acometer os reformados de "frustração súbita", mas de "morte súbita" que o senhor presidente, que também é um pensionista em dificuldades como já fez saber ao país, está a escamotear com um "eufemismo súbito". Já sabíamos que o senhor presidente fazia comunicações ao país súbitas, agora não o sabíamos capaz da fina arte das matáforas (assim mesmo com á) e dos recursos estilísticos. Senhor Presidente, de todos os César das Neves que andam por aí eu prefiro o original, porque ao menos sei o que ele pensa, e tento defender-me... Já consigo controlar o vómito e conta-se pelos dedos das mãos os ataques de fúria sempre que alguém me diz as coisas que ele escreve. E repare que nem sequer tenho nada, mas nada, contra o Neves, a não ser o facto de ele teimar em pesar os portugueses na balança comercial, dormir com uma fotografia do Fernando Ulrich em cima da mesinha-de-cabeceira que fica do lado direito da cama, e nem sequer ter mesinha-de-cabeceira do lado esquerdo. O facto de o Neves estar sempre a dormir para o mesmo lado chateia-me, mas como é para o outro lado, não incomoda assim por aí além. Agora, que o senhor presidente cometa a desfaçatez de dormir virado para os portugueses, isso a mim, enquanto português, já me chateia um bocadinho. O que eu gostava de ver era um "presidente súbito", quer fosse cá por convergências, quer fosse cá por conveniências, quer fosse cá por coisas.

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Ministério da Educação tem na calha um exame da 4.ª classe para professores dos quadros

Depois de ter implementado a Prova de Avaliação de Conhecimentos e Capacidades (PACC, ou como dizem os professores, 567wjsh63jshys7 VAI MASÉPASTAR_ÓCRATO876543 4( /& 6/&/)eJUI) para despachar os professores contratados e sacar-lhes os 20€ que ainda lhes restavam para pagar a renda, a água e a luz, o RdE sabe que o Ministério da Educação está neste momento a preparar um exame da quarta classe para professores dos quadros do ministério. Segundo fonte anónima, que para ser coerente consigo mesma, não se quis identificar, "nós aqui na 5 de Outubro andamos desconfiados que há professores do quadro que não sabem ler nem escrever". Esta fonte foi ainda mais longe (olha ela ali, já vai no Saldanha, agora! Olha! Olha, já a descer a Avenida!) e disse taxativamente: "se há alunos que chegam ao 9.º ano sem saber ler nem escrever, tiveram de aprender isso com alguém, não lhe parece?!".

Faça 2 PACC e pague 1 disponível nas lojas Pingo Doce na secção de despedimentos coletivos

Todos os professores contratados que se quiserem candidatar à Prova de Avaliação de Conhecimentos e Capacidades (PACC) em mais do que uma área curricular poderão obter um desconto imediato de 12,5% se procederem à sua inscrição numa loja Pingo Doce. Assim, um professor que se candidate à PACC apenas numa área disciplinar terá de desembolsar 20€, ao passo que um outro que se pretenda candidatar à docência de duas áreas distintas pagará apenas 35€, o que representa um desconto na ordem dos 12,5%. O ministério da educação ainda não revelou, mas o RdE sabe que a tutela prevê uma campanha de promoções de despedimento colectivo de professores ainda mais agressiva à medida que se aproxima o Natal, com descontos em cartão que poderão chegar aos 75%. 

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

"ÉS O MELHOR MINISTRO DA EDUCAÇÃO DO MUNDO, CA.....!"

A prova não permite detectar professores com muitas capacidades e muitos conhecimentos nem professores com poucas capacidades e poucos conhecimentos, mas permite detectar ministros com poucas capacidades e escassos conhecimentos.


Hoje acordei tão homofóbico, tão homofóbico, tão homofófico... tãoooo homofóbico, que Deus me perdoe! (Pausa) Ah ele perdoa?, Não se importa, é?, Ah, assim é que está bem?, Ok. A este tipo de acordar (estive a pensar) não deve ser alheio o facto de ter passado a noite a sonhar com o ministro da educação da Suécia, Nuno Crato, a brincar nas diversões da Euro Disney apenas de tanguinha leopardo, fazendo-se acompanhar do rato Mickey, que tinha ainda a voz do Walt Disney, mas que antes de aparecer no meu sonho passou pelo roupeiro do José Castelo Branco e levou umas pecinhas. Eu não tenho nada contra o rato Mickey, muito menos contra o José Castelo Branco, até porque acho que os ratos e as mulheres têm um papel na sociedade cada vez mais importante, agora, não posso com ministros da educação nórdicos, e dentre estes, desgosto particularmente dos ministros da educação nórdicos que aprenderam a falar mais ou menos português e compraram um ministério na 5 de Outubro para morar, cheio de criados. Por isso, senhor ministro, da próxima vez que decidir aparecer num sonho meu, ao menos, vista-se! Eu sou uma pessoa séria e tenho sonhos sérios e o mínimo que as pessoas que aparecem nos meus sonhos têm de fazer é serem sérias. Por isso, senhor ministro, seja sério! Por falar em tangas, estive a debruçar-me sobre um guião de prova de avaliação de conhecimentos e capacidades para professores, ou como diz Crato, para coisinhos, e aquilo é de um nível tão superior, tão superior, tão superior, que acabei por cair para dentro da prova e bater com a cabeça no item número quatro, que era nada mais nada menos, do que um excerto de um texto do Peter Brook. A sorte é que o texto se chamava "o espaço vazio" e não me aleijei. Mas fiquei cheio de doenças oncológicas nos olhos. Estive a analisar a prova e cheguei à conclusão que toda ela é um espaço vazio com cinco páginas e que o facto de ser um exame que avalia as capacidades, por um lado, e os conhecimentos, por outro, vai permitir distinguir os professores que têm capacidades, mas parcos conhecimentos e correr com eles. A prova vai também permitir deixar nas escolas os professores com muitos conhecimentos e mais de 60 anos de idade, mas já com poucas capacidades. Há quem ache bom, há quem ache mau e há quem ache %&/HYG GTYUI &%/YUT_VAIMASÉPASTARÓCRATO_H84USTEHJH! Em princípio, o ratio será de um professor idoso para cada 40 alunos, sendo que o professor não poderá lançar milho aos alunos nem organizar torneios de sueca dentro da componente lectiva. A prova não permite detectar professores com muitas capacidades e muitos conhecimentos nem professores com poucas capacidades e poucos conhecimentos, mas permite detectar ministros com poucas capacidades e escassos conhecimentos. E isso é bom. Eu acho que o sonho do ministério da educação era que a prova funcionasse como uma espécie de detector de metais que apitasse mal um professor incompetente começasse a tentar resolvê-la e salivasse. Mas não funciona. Lá no fundo, lá no fundo, a única coisa que eu tenho contra a prova é que não serve para nada a não ser sacar 20€ a cada professor! De resto, nada contra.

sábado, 23 de novembro de 2013

Identificado autor da frase " - És o melhor do mundo, Ca.....!" durante flash interview de Ronaldo

O RdE acabou de identificar o autor da frase lançada a Cristiano Ronaldo durante o flash interview à RTP, logo após o Suécia-Portugal da passada terça-feira. Recorde-se que Ronaldo foi interrompido por alguém que lhe disse: " - És o melhor do mundo, Ca.....", mas só agora foi possível descobrir que foi Leonel Messi o autor da dita frase. Para a conseguir proferir num português perfeito, Messi teve aulas de português (é como quem diz), respectivamente, com Fernando Couto, Jorge Costa, Paulinho Santos e Sá Pinto, os maiores especialistas nacionais neste tipo de poesia.

Blatter pede desculpa a Ronaldo mas mantém tudo o que disse

Joseph Blatter pediu desculpa a Ronaldo por tudo o que disse sobre ele e, sobretudo, pela forma trocista como o disse, mas sublinha "que voltaria a dizer o mesmo, exactamente da mesma forma. E depois, voltaria a pedir desculpa ao Ronaldo, porque isso de gozar com as pessoas não se faz". Questionado pelos jornalistas sobre a falta de sentido do que acabava de dizer, Sepp Blatter foi claro: "ustemshdmslzoewm zm kidujdm ju tenshds  jhjjd ? $%&mdequeganheoMessimnxdjh "#$kjduyd!". 

Blatter diz que "Messi é tão bom menino que quer que Ronaldo ganhe a Bola de Ouro"

Joseff Blatter tentou explicar as declarações encomiosas de Messi sobre Cristiano Ronaldo na passada sexta-feira durante a entrega do troféu de melhor marcador da Europa na época passada. Sentado em cima de um unicórnio luminoso e com um chapéu semelhante ao do bruxo de Fafe, enquanto imitava um ornitorrinco com febre de quarenta, o presidente da Fifa disse que "Messi é tão bom menino, tão bom menino, tão bom menino, que quer que seja Ronaldo a ganhar a Bola de Ouro". Sobre o blaser envergado pelo jogador argentino durante a cerimónia, Blatter passou a palavra ao unicórnio, que disse: "Iiiiiiibrrrrrr".   

Paulo Portas demitiu-se irrevogavelmente por 17 vezes desde 2 de Julho

O vice Primeiro Ministro ter-se-á demitido de forma irrevogável pela 17.ª vez ontem mesmo, após mais uma crise, no caso, de dentes, que o tem apoquentado ultimamente. Segundo conseguimos apurar, o último pedido de demissão irrevogável de Paulo Portas terá dado entrada ontem à noite no gabinete do Primeiro Ministro, via carta entregue em mãos pela coruja Hedwig, que já pertenceu ao feiticeiro Harry Potter, pelas 22 horas, e saído pelas duas da madrugada de hoje. Passos Coelho terá lido as razões de Portas, voltado a colocar a carta no sobrescrito, juntamente com um analgésico forte, e devolvido a Hedwig a carta, que a levou de volta ao vice primeiro ministro, que apresentou melhoras significativas e já esta manhã voltou ao activo.

Blague do dia

Eu sou tão humorista, mas tão humorista, mas tão humorista, que me rio só de pensar nisso.

Comissão parlamentar de inquérito ao acordo de divórcio entre Manuel Maria Carrilho e Bárbara Guimarães chama redacção da Caras a prestar esclarecimentos

Depois de terem sido tornados públicos os detalhes do acordo de divórcio entre Manuel Maria Carrilho e Bárbara Guimarães, foi constituída uma comissão parlamentar de inquérito sobre esta matéria a pedido de todos os partidos com assento na Assembleia da República. O objectivo é tornar públicos os dois, talvez três pormenores íntimos da vida do casal que o casal ainda não tornou públicos. Para ajudar a esclarecer os deputados, foram chamados a prestar declarações todos os jornalistas (que é como quem diz) da redacção da Caras e do Correio da Manhã. 

Cavaco Silva pede ao TC fiscalização preventiva da convergência de todas as pensões de alimentos pagas por Manuel Maria Carrilho

Depois de esta manhã ter pedido ao Tribunal Constitucional a fiscalização preventiva da convergência de pensões entre o sector público e privado, o Presidente da República não aproveitou a tarde de sol para passear e continuou a pedir coisas ao TC. De facto, o RdE sabe que Cavaco Silva se encontra desconfiado da inconstitucionalidade da convergência de todas as pensões de alimentos pagas por Manuel Maria Carrilho e quer que os juizes do Palácio Ratton fiscalizem preventivamente esta matéria. Cavaco quer saber ao certo quantas pensões são, qual o montante de cada uma e até que ponto é legítimo fazê-las convergir. Por seu turno, Maria Cavaco Silva quer saber todos os pormenores do acordo de divórcio de Manuel Maria Carrilho e Bárbara Guimarães, se o ex ministro da cultura é mesmo violento e se Bárbara anda mesmo com um grão na asa há um ano e, por isso, também ela requereu na qualidade de primeira dama a fiscalização dos juizes Ratton, que, segundo apuramos, já mandaram Gerónimo Stilton para o terreno.

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Blatter pensa que Ronaldo só marcou três golos porque é um exibicionista...

O presidente da FIFA, mundialmente conhecido por dizer e, sobretudo, coreografar o que pensa  sobre Cristiano Ronaldo pensou ontem, embora ainda não o tenha dito ou coreografado, que "Ronaldo só marcou um hat-trick na segunda mão do play off com a Suécia porque é um exibicionista, um fanfarrão e um vaidoso". O homem forte da FIFA pensa ainda que "se fosse o Messi nunca teria sido decisivo num jogo decisivo porque não é exibicionista". Quanto às declarações de Zlatan Ibrahimovic, que disse, depois da eliminação frente a Portugal, que não iria ver o mundial pois "eu não vou estar presente", Blatter pensa que "Zlatan é um bom menino, só é pena é ser tão alto e vistoso, mas não é um exibicionista, um pretensioso e um fanfarrão como o Cristiano Ronaldo". 

Ministro Crato apoiou Suécia e vibrou com os golos de Ibra...

O RdE sabe que Nuno Crato assistiu ao Suécia-Portugal em local incerto, provavelmente, na sede da embaixada da Suécia, em Lisboa, e festejou efusivamente os golos do avançado Zlatan Ibrahimovic. Segundo fontes, e também segundo os comprimidos que o jornalista desta peça anda a tomar, o ministro da educação terá vibrado com a reviravolta momentânea do resultado e terá dito alto e bom som naquele sueco perfeito em que ele discursa e legisla: "Detta är beviset på den skandinaviska modellen är mycket högre än i Medelhavet, och det är därför jag vill ha ett svenskt skola där innan det fanns en portugisisk ". Sobre que seleção irá apoiar no mundial do Brasil, Crato foi muito sueco: "tyskland"!
 
 

sábado, 16 de novembro de 2013

"Панк-молебен "Богородица, Путина прогони"

Esta semana foi tão pussy riot, tão pussy riot, tão pussy riot que nem sei por odne cmoeaçr. Desculpem, até torco a odrem dsa aplavrsa e todu. Para já, gostaria de pedir desculpa pela longa ausência, mas é que cravei o escroto no chão da cozinha com uma cavilha de 10 centímetros. Isto foi na terça-feira depois de escutar o ministro da educação Nuno Crato a falar (é uma maneira de dizer) naquele sueco perfeito a que ele já nos habituou e só agora é que a equipa de desencarceramento dos bombeiros sapadores saiu cá de casa. Não, 'tá tudo em ordem, estou a recuperar bem e os médicos dizem que lá para 2016 vou voltar a andar sem dores. Um homem tem que fazer o que um homem tem que fazer ou em Machete um homem tem que dizer o que um homem tem que dizer. Mas voltemos a Crato: esta semana, na praça vermelha da minha casa, que fica na cozinha, ouvi na telefonia o senhor ministro da educação a dizer que a "maioria dos professores concorda com a prova" de avaliação de conhecimentos e capacidades". Faz sentido, e tenho a certeza de que se propuserem uma prova de avaliação de conhecimentos e capacidades para médicos eles também vão compreender a lógica e perceber que para continuarem a diagnosticar, prescrever e operar ao fim de 10, 20, 30 anos de exercício da profissão vão ter de fazer um examezinho. Aliás, tenho a certeza de que se propusessem uma prova do género para políticos Crato seria o primeiro a manifestar o seu acordo e em fazer a prova sem a considerar um atestado de menoridade à sua formação inicial, ao seu currículo e ao seu percurso. Eu próprio ainda ontem discursei cá em casa - com o escroto ainda encarcerado no chão da cozinha e o sacana do tobias, o gato, sempre a rondar perigosamente - e afirmei naquela voz de passarinho que tenho desde terça que "a maioria dos professores do ensino básico e secundário concorda que o senhor ministro da educação precisa de levar uns açoites no rabo pois anda a comportar-se muito mal". Agora, gostava de terminar com um ditado indiano muito antigo. Mas não conheço nenhum. Por isso, acabo com uma canção das pussy riot - o título desta crónica - e votos de uma escola sueca para cada estudante português. (ouve-se tema das pussy riot)

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Centros de emprego disponibilizam formulário de candidatura ao Prémio Leya

O governo português deu instruções a todos os centros de emprego existentes no país para disponibilizarem em suporte papel e digital o formulário de candidatura ao Prémio Leya, depois de João Pedro Ricardo (2011), e agora Gabriela Ruivo Trindade, ambos desempregados, terem vencido o ambicionado prémio literário, no valor de 100 mil Euros. Segundo fonte oficial, mas que não se quis identificar, "o Prémio Leya é já uma das melhores alternativas ao desemprego de longa duração, pelo que o governo aconselha todos os desempregados com a escolaridade mínima - e que tenham lido pelo menos um livro na vida - a escreverem um romance... Já se sabe que não é um emprego a sério, mas sempre dá para equilibrar as contas e é um balão de oxigénio para pensar no futuro com mais calma".

terça-feira, 5 de novembro de 2013

O melhor dos mundos possíveis é em África, Leibniz

"Um ano a trabalhar sem comer" para pagar a dívida seria a receita de Nuno Crato para pagar a dívida, e, e... Se calhar, não chegava. Enquanto o ouvinte limpa o cancro dos ouvidos eu fico aqui à espera. Já está? Ainda estou a ver aí um bocadinho de cera... Isso, vá, agora sim. O ouvinte ouviu bem, o ministro da educação disse mesmo isso, à laia de coisa esperta de se dizer, é certo, mas disse. Manuela Ferreira Leite também disse numa maneira de dizer muito dela que se suspendia a democracia seis meses, mas disse. Se calhar, as pessoas ficarem um ano sem comer - para mais a trabalhar - não pode ser... Digo eu. Mas seria o ideal, num mundo perfeito em que dez milhões de portugueses estivessem dispostos a dar a vida para que a classe política sobrevivesse e continuasse a história desta espécie de gente... Dez milhões de Messias, prontos a dar a vida pela máquina do Estado. Ao fim de um ano, o (c)ratinho no estômago de cada português teria o tamanho e aspecto de Nuno Crato. Um Nuno Crato a crescer no estômago de cada português é o máximo que cada português pode desejar para a sua vida. Ah, e que vida de sucesso seria essa, tão melhor do que esta! Para a indústria alimentar é que talvez fosse chato, mas pela dívida faria maravilhas. Melhor que isso só dois anos sem comer... Isso é que era... Gente a morrer à fome não recebe subsídio de desemprego, rendimento mínimo, não vai ao médico e não chega à idade da reforma. Como é bonito sonhar com um mundo melhor... Com o exemplo do ministro Crato aprendemos a sonhar... Se se tira o sonho a um homem tira-se-lhe tudo, não é senhor ministro? No sector da educação, então, faria maravilhas: os alunos a chegarem inconscientes à escola de ambulância para melhor aprender e a assistirem às aulas de maca. E sem açúcar no sangue não há indisciplina... Seria a escola perfeita: sem professores, alunos que dessem por isso e nada de "PASSA PARA CÁ O TELEMÓVEL JÁ, PROFE"! Ah, que bonita é a paisagem africana, esse continente tão maravilhoso onde morrem de fome milhões de pessoas todos os anos em nome, com certeza, da dívida e do crescimento económico. Que bem tem feito à dívida africana a fome africana... Ah, se ao menos Portugal e a Europa pudessem seguir-lhe as pisadas, ah Leibniz, que Cândido foste...

sábado, 2 de novembro de 2013

Vaticano mostra a abertura a casamento gay entre pessoas da mesma religião

Depois de se saber que o Papa Francisco quer auscultar os católicos heterossexuais sobre o casamento gay, o RdE fez a sua própria investigação e descobriu que "existe total abertura" por parte das cúpulas da Igreja para aceitar o casamento gay mas apenas entre pessoas da mesma religião. Segundo a mesma fonte, a hierarquia da Igreja Católica só não decidiu ainda "qual é a religião" em que aceita que pessoas do mesmo sexo se casem. Pessoas do mesmo sexo e de religiões diferentes um pouco por todo o mundo já reagiram e disseram que se trata de "mais um anacronismo cultural" e que a Igreja Católica "tem de aceitar de uma vez por todas o casamento gay entre pessoas do mesmo sexo, o casamento gay entre pessoas de sexos diferentes mas com a mesma religião, e vice versa, sobretudo, versa".

Bárbara foi de Carrilho...

O mundo está de pernas para o ar: Damasco, Tripoli, Lampedusa, a casa de Bárbara Guimarães...

(Esta crónica continuava por aí a fora, mas o nível cultural intrínseco da mesma não fazia jus aos dois protagonistas, duas figuras tão importantes da cultura portuguesa - a ponto de uma delas já a ter ministrado - que não mereciam o que aqui não está escrito. Além disso, o que eu queria mesmo era fazer o trocadilho do título, mais nada.)

Sócrates chega às 400 citações em 20 minutos de entrevista e bate novo recorde mundial, que pertencia a um tio meu que era viciado em citações de Dalai Lama

O ex Primeiro Ministro de Portugal, e único filósofo vivo sem pensamento próprio... ainda, foi entrevistado por Daniel Oliveira no "Alta Definição", mítico espaço de entrevistas intimistas, onde os entrevistados são convidados a despirem a alma. Durante os cerca de 20 minutos de emissão, José Sócrates citou sem descanso Ana Arendt, Nietzsche, Le Bon, Churchill e João Pinto, antigo lateral direito do FC Porto e da Seleção Nacional, ao lembrar o famoso pensamento do mítico número dois dos dragões: "prognósticos, só no fim do jogo". Se para os críticos, foram dois anos de filosofia para terminar a citar João Pinto, para os apologistas de Sócrates, tratou-se do "descer à terra" do Ex Primeiro Ministro e do "regresso do filho pródigo" em (le) bon. 

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Factor X

A Amy Winehouse está viva e podemos vê-la na Sic, todos os domingos à noite no Factor X onde é jurada.

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Protestante americano leva "vila Bajo" à vitória no torneio entre "Fairy" e Seleção de Detergentes do Resto do Mundo

O título da seguinte notícia - "Banqueiro português eleito n.º 1 em lista de líderes gay" - que vem hoje na edição on line do Público faz tanto sentido como o título desta crónica. Ser gay está para a atividade bancária como a atividade bancária para ser gay... Ou seja, para o gay que esteja a ler isto e que ainda não percebeu, NÃO TEM QUALQUER RELAÇÃO!, não vá já ele a correr inscrever-se na Católica para tirar um MBA em Fanancial Services and Banking accounting Fire Wall Google Maps in The House... Quando Pessoa escreveu o "banqueiro anarquista" com certeza não pensou nas consequências que daí poderiam advir. Estava a abrir, sabemos agora, uma caixa de pandora. Para António Simões, o "banqueiro gay", esta distinção pode "ajudar outros"... Ajudar outros a quê?, pergunto. Ajudar outros banqueiros a serem gays? Ou ajudar outros gays a serem banqueiros? Estou tão confuso que me apetece entrar no mundo da alta finança só para ver se me esclareço. Por falar em gays e malta de graveto, o Vaticano suspendeu um bispo alemão, que gastou milhões na remodelação de uma residência episcopal. Ao que parece, as obrazitas custaram qualquer coisa como 30  milhões de Euros, estando inicialmente orçadas em 2 milhões. Nem em Portugal se derrapa assim, caro bispo Franz-Peter Tebartz-Van Elst (Chiça, só o nome do prelado é coisa para ter custado um milhãozito, não?) Entre os gastos sumptuosos de Franz-Peter, encontram-se 600 mil Euros em obras de arte para decorar a residência do bispo e 15 mil numa... banheira! É isso, ouviu bem, não é cancro nos ouvidos! Deve ser para lavar a alma...

terça-feira, 22 de outubro de 2013

Paulo Cafôfo, Paulo Cafôfo, Paulo Cafôfo!

Tinha que deitar isto cá para fora!

"Obrigado Troika" é igual a "Desculpa Angola"

Por acaso tive pena que um grupo de sete ãããh *coisos *não tivesse promovido ontem uma manifestação de apoio à troika, que começasse nos Restauradores e terminasse no Largo Jean Monet, onde se situa a Representação da Comissão Europeia em Portugal. Jean Monet é uma espécie de Oscar Niemeyer da construção europeia, com a vantagem de ter morrido há muito tempo. Faria sentido que o agradecimento à troika começasse na Praça dos Restauradores - onde se comemora a restauração da independência - e terminasse no largo Monet, onde demos cabo do trabalho dos quarenta conjurados. sobretudo, se tivesse sido organizado por uma funcionária bancária... É por isso que esta crónica termina aqui: Paulo Cafôfo.

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

1,5 salário X 2 = rescisão amigável

Quem dava a sua viuvez por garantida recebeu uma lição do OE

Se eu mandasse, contratava os serviços do angolano José Eduardo dos Santos para cortar nas Parcerias Publico Privadas em Portugal. A limpeza com que José Eduardo cortou a parceria estratégica com o governo de Lisboa, mesmo que ninguém soubesse o que isso era até ao momento em que acabou, deveria inspirar os governantes portugueses, tão púdicos na hora de cortar parcerias, sobretudo, quando são estratégicas para meia-dúzia de empresas estratégicas para meia-dúzia de partidos políticos estratégicos para a manutenção desta estratégia. Normalmente, o pudor em cortar parcerias estratégicas, sobretudo, entre entidades públicas e privadas, é proporcional à falta de vergonha em cortar nos privilégios dos pensionistas, dos funcionários públicos que têm o privilégio de ganhar acima dos 600€ mensais ou em direitos adquiridos. Ninguém gosta de ser dado por adquirido, os direitos também não. Quem dava a sua viuvez por garantida, recebeu uma lição do Orçamento de Estado para 2014. O governo é um bocadinho como aquela stripper, que de dia trabalha numa repartição de finanças e tem óculos de garrafa, e à noite põe lentes de contacto e trabalha numa dancetaria. Com isto não estou a dizer que o governo é uma sonsa com pensamentos badalhocos. Nem estou a dizer o seu contrário. Pessoalmente, não percebo o drama gerado à volta do corte da parceria estratégica entre Angola e Portugal. Primeiro, porque apenas 99,5% de Angola cortou a parceria estratégica com Portugal; segundo, porque 0,5 por cento de Angolanos - José Eduardo dos Santos, a filha, o resto da família Santos, as altas patentes militares e o Bonga (desculpem-me se me esqueci de alguém) - e 0,5 por cento do tecido empresarial português - Mota Engil, a Unicer e a Sonae mantêm as relações estratégicas entre os dois países no caminho do bem. No fundo, o que o governo angolano propôs ao governo português foi uma rescisão amigável, Passos Coelho fez as contas e 1,5 salário por cada ano de trabalho, e sem possibilidade de pedir a reforma, é uma proposta inaceitável, sobretudo para quem apenas trabalhou dois anos, apesar de amigável e de se saber que amigo não empata amigo! Se o Primeiro Ministro não aceitar esta proposta de amizade por via da rescisão do presidente angolano, eu cubro a proposta de Luanda e ainda conto para efeitos de indemnização, para além dos dois anos de governo, os anos da JSD, a última atividade que se lhe conhece antes de chegar a São Bento. Aceite que dá para pagar os IMI's da casa de Massamá nos próximos anos. 

domingo, 20 de outubro de 2013

Machete reage mal a pedido de desculpas de Ronaldo

"O pedido de desculpas de Ronaldo não chega aos calcanhares do meu! Os adeptos angolanos são muito mais exigentes que os merengues!", desabafou Rui Machete, ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, a propósito da onda simpatia gerada em torno do craque português, depois deste ter pedido desculpa, durante os festejos do golo da vitória sobre o Málaga na conversão de uma grande penalidade, aos adeptos do Real Madrid pela sua fraca prestação no jogo. 

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

" - Tu teins de sere pró-átibo, méne!"

Nota prévia (Sketch baseado no boneco de Miguel Gonçalves, ex-embaixador para o impulso jovem)


Sketch


Tu tens de sere pró átibo, méne
O q' é que quer dizêre pró átibo?

(Pausa)

Num seie, méne! Mas'o q'importa é que tens de sere, tás'a vere?!
Às bezes, o pobo num tem noçon qué perciso batê punho...

(Estereótipo do adolescente com headphones aparece pela primeira vez na imagem e sorri maliciosamente)

Num é isso, man! Tás'a vere o qu'eu digo? Tás'a vere? Batê punho é parti pedra, pecébes? É peciso a gente ir à cena, tar lá, pecébes? Fazer'um ganda pitch, what ever that means!

(Pausa)

What ever that means "what ever that means", pecébes?!

(Adolescente completamente apático diz sem entusiasmo)

 - Quero ir prá universidade!

What? I can't ear you what ever that means I can't ear you...

- Quero ir prá universidade!

Louder! Louder, what ever that means...

- Quero ir prá universidade!

- Fazere o quêe?

- Ser pandeireta na tuna, acumular matrículas no 1.º ano e praxar uma caloira nova todos os dias!

(Sketch termina com o "boneco" de Miguel Gonçalves visivelmente satisfeito com o resultado do seu trabalho, what ever that means)

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Da transitoriedade, com amor!

Nos dias que correm, não há português que não seja transitório, esteja em trânsito ou transitado em julgado.
 
Dizer-se, por definição, que a direita não tem sentido de humor é, por um lado, um manifesto exagero, por outro, uma imprecisão que urge corrigir. É de quem não percebe nada disto, é de quem pensa - ó vistas curtas - que a definição define, que o governo governa, que - oh - o transitório transita. A direita só não tem sentido de humor quando é de direita, o que não acontece com a direita em Portugal, como o provou ontem a ministra das finanças durante a apresentação do orçamento de estado (OE) para 2014. Aliás, por cá a direita só o é no sentido em que não é de esquerda, definindo-se pelo seu contrário, o que infringe as regras da definição que define mas não as regras da definição que indifine, infundindo cada palavra de uma riqueza sémica que apesar de não esclarecer o sentido também não provoca dor de dentes a ninguém. Neste sentido, a definição de um termo transita de pessoa para pessoa, com mudanças bruscas de direção, de tal modo, que o que ontem era sêmea de trigo hoje é arroz doce e amanhã trufas. O que é um pénis? A definição que define diz "órgão sexual masculino", mas o José Castelo Branco aparentemente tem um, conforme penso ser demonstrável por filmografia recente, e não é por isso que alguém se preocupa com o rigor da definição. Por isso, quando ontem Maria Luís Albuquerque explicitou o seu conceito de transitório a propósito das "medidas transitórias" do OE não pude deixar de estar mais de acordo com ela. Medidas transitórias não é sinónimo de "medidas anuais", muito menos, de medidas transitórias, ousaria acrescentar eu. Só quem for abusivamente maldoso -  e não apenas meramente maldoso - é que poderia achar que "medidas transitórias" seriam "medidas transitórias". No caso vertente, medidas transitórias são-no na medida em que transitam de um orçamento para outro. Não percebo as reacções francamente exageradas de diversos quadrantes da sociedade portuguesa sobre esta definição, para mais transitória, da ministra das finanças sobre o que significa "transitório", e só linguistas pouco informados poderão lançar a dúvida sobre esta matéria. A definição de Maria Luís Albuquerque introduz uma nova noção de temporalidade ao termo, de tal modo que nos permite dizer que o Estado Novo foi uma "medida transitória" entre a I República e a Democracia e que teve a duração de 48 anos, entretanto suspensa desde 2011 de forma também transitória, já lá vão dois anos. Manuela Ferreira Leite preconizava uma "medida transitória" deste género mas por apenas seis meses, o que nos remete uma vez mais para a noção de temporalidade na nova acepção do termo "transitório" à luz das medidas transitórias prevista para o OE do próximo ano. Nos dias que correm, não há português que não seja transitório, não esteja em trânsito ou não tenha transitado em julgado. Porquê coiso um dois três à volta de uma beterraba que tem tanto de rolling stones como de pearl jam? Sinceramente, não percebo!

terça-feira, 15 de outubro de 2013

Sempre que o Mourinho me quiser...


Sempre que o Mourinho me quiser
Basta fazer-me um sinal
Soprado na brisa do mar
Ou num raio de sol


Sempre que o Mourinho me quiser
Sei que não vou dizer não
Resta-me ir para onde ele for

E esquecer-me de ti
E esquecer-me de ti
Como uma chama que se esquece
Numa fogueira que arde de paixão

Sempre que o Mourinho me quiser
Sei que a razão vai perder
Que me hei de entregar outra vez
Como a primeira vez
Que estive no Chelsea


Sempre que o Mourinho me quiser
Vou-me banhar nessa luz
Sentir a corrente passar
E esquecer-me de ti
E esquecer-me de ti


Como uma chama que se esquece
Numa fogueira que arde de paixão
Sempre que o Mourinho me quiser

Adaptação para sketch a partir do original "Sempre que o amor me quiser", de Lena d'Água

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

A casa do gaiato do BPN

Quando Darwin sistematizou a Origem das Espécies e a Teoria da Selecção Natural estava a pensar em Paulo Portas e nos pensionistas de sobrevivência, sobretudo, nos que sobreviveram à noite de ontem. Quando Churchill disse no século XX que a pessimist sees difficulty in every opportunity, an optimist sees the opportunity in  every difficulty estava a pensar em Passos Coelho, por um lado, e na decoração de murais de facebook de milhares de portugueses desempregados do século XXI, por outro. Quando na primeira metade do Século XX John Bowlby identificou os "efeitos da institucionalização" julgava-se que o famoso psicólogo inglês se referia a jovens que cresciam em orfanatos ou casas de correcção. Hoje, quase um século depois, detentores de toda a informação, sabemos que se referia, entre outros, a Machete, que foi um dos muitos rapazes institucionalizado no BPN. Estou mesmo certo que se John Bowlby fosse vivo hoje a sua teoria sobre os nefastos "efeitos da institucionalização" mudaria radicalmente, tal como as "instituições". No caso de instituições como o BPN quem sofre os terríveis "efeitos da institucionalização" não são "os rapazes" institucionalizados, mas a sociedade em sentido mais lato - não confundir com sociedade lusa de negócios, em sentido estrito! Ou seja, o Oliver Twist da SLN não é Machete, é você! Voltando a Portas (nunca nos conseguimos livrar dele, na verdade!), quando ontem escutava a sua comunicação ao país a propósito de cortes nas pensões de sobrevivência fui acometido pelo "efeito Machete" e, de olhos no ecrã, desatei a pedir desculpa ao Vice Primeiro-Ministro pelos submarinos, pelas fotocópias, pelo irrevogáveis, pelos cortes nas pensões; ao Ministro de Estado e da Presidência, pelas acções da SLN, pelas desculpas a Angola; ao ministro da Solidariedade e da Segurança Social e à ministra das Finanças, por serem um casal de marionetas nas mãos do titereiro Portas! A sério, desculpem lá! Deixaremos de vos escrutinar! Não vos merecemos! O vice Primeiro-Ministro falou com os portugueses e explicou-lhes que era uma vítima de uma campanha de desinformação visando blá-blá-blá a propósito dos cortes nas pensões de sobrevivência blá-blá-blá. E convenceu-me! O corte nas pensões de viuvez é culpa dos pensionistas que sobreviveram para ganhar mais de 2000€ por mês! Não pude também deixar de sentir que Portas está no topo da cadeia alimentar - e adora tubérculos - e eu sou uma semente de beterraba sobrevivente e que rebentará na terra a partir dos 65 anos. Ando desde ontem à noite com suores frios, e nem sequer vi a Casa dos Segredos. Primeiro, ainda pensei que fosse por hoje ser dia de trabalho, mas depois percebi que ser uma beterraba nos retira a Razão, no sentido filosófico do termo, ou seja, a capacidade de pensão... Ainda esta noite dei por mim a sonhar que era uma beterraba a entregar pedidos de desculpa num semáforo da Amadora a todos os angolanos que me apareciam à frente. Eu chamo-lhe "efeito Machete", Mário Soares chama-lhe delinquência juvenil, o que é compreensível tendo em conta a diferença de idades entre ambos, e que faz de Soares um senador e de Machete um jovem com um mau começo. Com um bom psicólogo, habituado a trabalhar em instituições, tenho a certeza que Machete ainda vai a tempo de se emendar e, quando amadurecer, ser "um menino de verdade", como o pinóquio. 

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Pais do mesmo sexo do Bosão de Higgs dão força à causa da adopção por casais homossexuais

A recente atribuição do Nobel da Física aos pais do "Bosão de Higgs", também conhecido pela "Partícula de Deus", deu novo alento aos promotores da adopção por parte de casais homossexuais, uma vez que, segundo alguns responsáveis do movimento da adopção por parte de pessoas do mesmo sexo, "os pais do Bosão são do mesmo sexo, e o Bosão nunca foi tão feliz e não parece ser nem reprimido, nem traumatizado, nem estigmatizado, nem perseguido pelos Nobel da medicina ou da literatura, que são os colegas de escola", segundo fonte deste movimento, que concluiu: "trata-se inclusivamente de um processo abençoado por Deus". 

terça-feira, 8 de outubro de 2013

Júlia Pinheiro quer organizar edição relâmpago do Splash durante a manif da CGTP na Ponte 25 de Abril

Segundo conseguimos apurar, a directora de conteúdos da SIC, e apresentadora do "Splash", quer organizar um mega Splash em pleno tabuleiro da Ponte 25 de Abril com manifestantes da CGTP e convidados especiais. Para já, estão garantidos os manos Guedes, os manos Pinto e os manos todos da margem sul conhecidos de Rui Unas, co-apresentador do programa.  

Irmãos Pinto, irmãos metralha e irmãos Guedes garantem que protestar na Ponte 25 de Abril é seguro mas não leva a lado nenhum!

Os irmãos Pinto, que lideraram o protesto contra as portagens na Ponte 25 de Abril, no tempo em que Cavaco Silva ainda molhava o pincel em São Bento, os irmãos Metralha e os gémeos Guedes garantiram que as manifestações na Ponte 25 de Abril são completamente seguras. Segundo os manos Pinto, "o único defeito dos protestos na ponte 25 de Abril é que não servem para nada. Prova disso é o 1,55€ que uma viatura ligeira paga para atravessar o tabuleiro". Os gémeos Guedes disseram, por seu turno, que "mano, brutal, mano! Pô, mano, manifes na Ponte dá um Splash bué da louco, mano, pá!". 

Ponte 25 de Abril pode receber procissões da UGT mas não aguenta manifs da CGTP, Casamentos Gay e Finais de Jogo do Benfica...

Quem o garante é um parecer do Conselho de Segurança da própria Ponte, apoiado pelo congénere da ONU. Segundo Ban Ki-moon, "o tabuleiro da Ponte 25 de Abril é seguro para realizar maratonas, mega engarrafamentos, choques em cadeia e procissões da UGT, mas não tem qualquer condição para receber manifestações da CGTP, pois causam muita vibração". Na opinião do Secretário Geral da ONU, "as manifestações da CGTP são muito ruidosas e causam um vibrado incomodativo e permanente, muito pernicioso para os pilares da Ponte e qualidade do ar". Ban concluiu que "era preferível um comício da ETA às consequências que poderiam advir de uma manifestação dos trabalhadores portugueses confederados", disse antes de voltar à caverna tipo t2 nos Himalaias, que partilha com o mundo (ele num quarto, o mundo no outro), onde vive como monge tibetano e de onde gere os conflitos no planeta. 

E o Prémio Nobel da Física vai para...

"..ta que pariu, é pró Bosão de Higgs, mai nada"!

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Grupo de biólogos financeiros funda observatório de Swaps em plataforma ao largo da Madeira

Um grupo de cientistas constituído maioritariamente por Biólogos das Finanças e financiado pelo Governo Regional da Madeira financiado pelo Governo da República financiado pelo FMI financiado pela Comissão Europeia Financiado pelo Banco Central Europeu acaba de fundar, numa plataforma flutuante em plena baía do Funchal, um laboratório para observação de contratos Swap subscritos por empresas públicas da Madeira. Segundo Silva Peneda, coordenador do projecto, "ainda há muito para saber sobre o dia-a-dia dos Swap. Já sabemos de que se alimentam, mas ainda desconhecemos as razões porque se alimentam em águas profundas e escuras, também ainda não sabemos nada sobre os seus rituais de acasalamento, como se reproduzem e porque razão preferem os países do sul da Europa para desovar". 

domingo, 29 de setembro de 2013

Crato imita candidato Vieira e promete leite achocolatado canalizado para todos os alunos do Ensino Básico

Nuno Crato continua a apresentar medidas umas atrás das outras e revelou hoje que "nas escolas das autarquias onde o PSD saia vencedor haverá leite achocolatado canalizado para todos os alunos até ao 9.º ano de escolaridade", à luz do que fizera o candidato Vieira nas presidenciais, quando prometeu "vinho canalizado para todos", caso fosse eleito. 

Crato quer Mandarim obrigatório no Pré-Escolar e substituir os exames do 4.º ano por MBA obrigatório em Comunicação e Marketing para alunos do I Ciclo

Depois da polémica do ensino do Inglês no I Ciclo, o ministro da educação vem agora dizer que, para além do Inglês, vai "introduzir o ensino do Mandarim logo a partir do jardim-de-infância, pois, ao contrário do inglês, possui uma grafia cheia de símbolos e peças desenhadas que se assemelham muito aos gatafunhos que as crianças fazem na faixa etária entre os três e os seis anos, pelo que se coaduna na perfeição". Nuno Crato quer ainda que todos os alunos do I Ciclo "concluam um MBA obrigatório em Comunicação e Marketing para que possam fazer o seu próprio pitch ainda antes de atingirem a puberdade".

Paulo Portas vai a correr votar depois de ouvir o Presidente da República dizer que "quem não for votar perde o direito de criticar"!

Depois do Presidente da República ter dito hoje que quem não for votar "perde a autoridade para criticar", um grupo de pessoas encabeçado por Paulo Portas e onde constavam nomes como Medina Carreira, Pacheco Pereira e Miguel Sousa Tavares, entre outros, precipitaram-se na direcção das respectivas assembleias de voto de modo a não perderem o direito à crítica.

Passos Coelho diz que há uma leitura nacional das autárquicas, mas não sabe qual é...

O Primeiro Ministro admitiu hoje à saída da escola secundária Stuart Carvalhais, em Massamá, onde votou, haver uma leitura nacional a fazer dos resultados das eleições autárquicas, mas que não sabe qual é. Passos Coelho disse aos jornalistas para irem ter com Pacheco Pereira, porque ele já tinha lido tudo o que havia para ler sobre esta matéria ou, em alternativa, com António Guterres, um dos maiores especialistas nacionais em matéria de leituras, lá está, nacionais de eleições locais.

terça-feira, 24 de setembro de 2013

Arquipélago da Madeira tem nove vezes mais Swap's para ver que ilhas... e faz aposta no chamado "turismo financeiro"!

A Madeira continua a apostar no turismo para sair da crise e para se demarcar do arquipélago dos Açores, onde é possível fazer "avistamento de baleias". A nova aposta do governo de Alberto João Jardim é o "Swaps Sightings", e nem sequer é necessário rumar a alto-mar. Basta ficar em terra e agendar uma visita guiada a uma das dezenas de empresas públicas que existem na ilha e que contrataram os activos tóxicos denominados como "Swaps". À disposição dos turistas estarão fatos de protecção e máscaras idênticas às utilizadas pelos trabalhadores da central nuclear de Fukushima, no Japão. 

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Afinal, Crato (não) quer Inglês no I Ciclo e pede ajuda!...

... Jesus nos acuda! Ou se calhar, depois de ontem, é melhor não! Confuso? Vá, quantos dedos está a ver? Ui, tantos? Eram só 22... Então é assim: Nuno Crato não quer obrigar os alunos a ter Inglês no I Ciclo no âmbito das Atividades de Enriquecimento Curricular (AEC's), porque obrigar é um mau princípio... Eu sei do que Crato fala, porque uma vez tentei obrigar uma prima minha a dar-me um beijo na boca e o meu tio partiu-ma! O que Crato quer é obrigá-los a ter - what do you call it?, é isso - Inglês no I Ciclo, como parte integrante do currículo. Confused? Para mim, em cujo o cérebro a lógica das coisas demora muito mais tempo a emergir do que num koala abraçado a uma árvore a trinta metros do chão (pausa) num dia de vento - Fuck the system, all right, yéh! - o que isto quer dizer é que o senhor coveiro da escola pública - e que nas horas vagas desta fatigante e exigente tarefa faz de ministro da educação - não quer Inglês no I Ciclo e pediu ao Conselho Nacional de Educação (CNE) que o ajude a perceber como é que ele vai aparafusar o ensino do Inglês ao Currículo do I Ciclo, a par da Matemática, Português e Estudo do Meio, sem desmanchar o ensino do Inglês no II e III Ciclos, que é quando ele acha mesmo que o Inglês deve ser lecionado. Ou aí, ou na universidade da terceira idade, Crato ainda não sabe bem e está indeciso... Still confused? As cenas da vida de Jesus ontem à noite no D. Afonso Henriques também não ajudam, pois não? Eu já vi e revi as imagens de Jesus às lamparinas aos agentes da PSP, de dentes cerrados e a mascar chiclet, e nem uma mecha de cabelo fora do sítio! Depois, pus a tocar o novo album da Kátia Aveiro, "Boom sem parar", enquanto via novamente as imagens de Jesus a alambazar nos agentes da autoridade, a ver se aquilo fazia algum sentido e aí... já fez! Aí, já fez, ao som de Kátia a cantar em espanhol e de dois uisques duplos sem gelo de rajada! Até dancei um bocadinho e depois do terceiro uisque naõ só fez sentido como saí à rua e enfardei no primeiro agente da PSP que encontrei e mandei pôr na conta de Jesus. E do Crato, porque aquilo do Jesus é a prova de que o sistema educativo português anda a falhar há pelo menos cinco décadas...
PS. Se o Jesus fosse o Klopp hoje havia bandeiras hasteadas a meia haste na sede do Comando Nacional da PSP...

domingo, 15 de setembro de 2013

País exibe sinais exteriores de pobreza para impressionar a troika na véspera das oitava e nona avaliação

O RdE sabe que o governo pretende causar uma boa imagem à equipa da Troika que esta segunda-feira se desloca a Portugal no âmbito da oitava a nova avaliação do Programa de Resgate a que o país está sujeito. Segundo fontes próximas do governo, Passos Coelho deu instruções a Pedro Mota Soares para organizar a maior concentração de sem-abrigo (ou como se diz agora "reformados com pensões de miséria" ou "funcionários públicos na mobilidade") no estádio nacional. Segundo o ministro da Solidariedade e Segurança Social, que entretanto contactamos, "vão ser distribuídas t-shirts verdes, vermelhas e amarelas e o objectivo é fazer a maior bandeira nacional humana com pobrezinhos". Mota Soares acrescentou que "nem na República Centro Africana, cujo modelo de empobrecimento nos inspira, houve alguma vez algo assim, o que nos irá garantir com toda a certeza entrada directa no guiness book of records, com tudo o que isso acarreta de bom para o abaixamento dos juros da dívida pública". Segundo conseguimos apurar, o ministro da educação irá promover, por seu turno, um desfile na 5 de Outubro com professores desempregados: "vai ser o máximo! Contamos com cerca de 30 mil docentes, todos rotos e com um ar deprimido, o que dará uma cor cinzenta e um efeito de espiral recessiva ao desfile, de que a Troika tanto gosta". Crato disse ainda "sonhar com um país em que os professores que sobreviverem ao despedimento colectivo ganhem o equivalente a 200 reais, como no Brasil".

PS faz "socialismo seguro" para evitar doenças e alternativas!

O partido socialista pratica "socialismo seguro", sabe-se agora, não apenas para evitar "infecções politicamente transmissíveis" (IPT's) mas também... alternativas. Ter de apresentar alternativas poderia ser mortal para a actual direcção do partido, uma vez que ainda não foi encontrada a cura para este tipo de enfermidades, apesar dos avanços da ciência política neste domínio, sobretudo, no que a alternativas diz respeito. Para além de fazer "socialismo seguro", o PS é ainda adepto da monogamia política, tendo casado com uma ideia e praticando o socialismo apenas com ela, apesar de nenhum responsável socialista ter avançado a sua formulação ou revelado o seu conteúdo. 

Pedro Mota Soares reage a Florentino Peres e apresenta pensionista mais pobre do mundo!

No dia em que o presidente do Real Madrid apresentou o português mais bem pago do mundo, prolongando e melhorando substancialmente as contrapartidas financeiras do novo contrato que liga Cristiano Ronaldo aos madridistas até 2018, Pedro Mota Soares, ministro da Solidariedade - oi? - e da Segurança Social não quis ficar atrás e, na véspera da chegada da troika ao país, apresentou o reformado mais pobre do mundo. Apesar de não divulgar o nome verdadeiro do pensionista, nem as condições contratuais que ligam este idoso ao Estado Português, o Ministro adiantou tratar-se de um indivíduo proveniente do Bombarral, viúvo e que só em cortes na pensão já vai em três nos últimos dois anos. Mota Soares disse ainda instantes antes de enfiar o capacete e dar gás que vai prolongar os cortes à pensão deste pensionista até 2018, deixando um agradecimento "muito sentido", em nome do governo, a tudo o que ele "e tantos outros reformados" têm feito pelo país!

quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Juízes do TC deveriam passar uma semana com Relvas em regime de tudo incluído para aprenderem a evoluir nos acórdãos como o Vidigal evoluía ou como Jesus amava

De cada vez que Pedro Passos Coelho olha para a constituição da equipa do Palácio Ratton devem-lhe passar pela cabeça os mesmos pensamentos maus que assomam à de Leonardo Jardim quando vê evoluir no terreno Labyad, Elias ou Boulahrouz, o meu preferido, porque num dia de nariz entupido e sem Cê Gripe à mão, rima com Moulin Rouge, o que me deixa absorto em pensamentos positivos como este: "Nicole Kidman". Coelho deve ter especial dificuldade em digerir as nomeações dos juízes "PSD" do Constitucional, que evoluem nos acórdãos tão bem como todos os outros juízes ou como Paulinho Santos sempre que via um certo Pinto a correr. Dos pensamentos maus que deverão passar pela cabeça do Primeiro-Ministro quando deita a cabeça no travesseiro, o pior deve ser este: «e se criasse um regime de mobilidade especial para os juízes do Tribunal Constitucional e os substituísse por aqueles candidatos a juízes que foram apanhados a copiar no exame de acesso à carreira da magistratura, não sem antes de os enviar para o Ratton os submeter a uma semana intensiva com Miguel Relvas, para aprenderem princípios fundamentais de... coiso, que é uma coisa que faz sempre falta, uma semana com o Relvas em regime de tudo incluído»?! A grande diferença, ainda assim, entre Leonardo Jardim e Pedro Passos Coelho é que Jardim é muito mais sensual, e não é por causa do sotaque madeirense como se pensa pois, segundo reza a lenda, a esposa grega do presidente grego do seu anterior clube na Grécia não entendia uma palavra de português... Quanto a vocês, que estão neste momento a pensar que «uma crónica deste género não cabe num espaço de humor deste género!», três coisas: 1.ª Cabe, porque eu apertei a letra e passei as margens e ainda dava para o dobro, se querem saber; 2.ª Esta é uma crónica gay que faz amor consigo própria e quer adoptar crónicas mais pequeninas; 3.ª Esta crónica não faz a distinção de género.

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Capucho diz que deve haver alguém "insuspeito" para o lugar de Pais Jorge, deve haver, caramba, tem que haver...

António Capucho, histórico do PSD, acho que é assim que se diz, disse em reacção à saída de Pais Jorge, para além do óbvio, que tinha de ser, que já veio tarde, que a ministra das finanças sai fragilizada, etc, que agora espera que Maria Luís Albuquerque escolha alguém insuspeito, alguém sem ligações ao governo, alguém que nunca tenha tido qualquer ligação ao aparelho partidário, enfim, à panelinha do arco da governação, dizemos nós, alguém que não seja ou tenha sido avençado de Estado, que não tenha sido assessor, gestor público, enfim, alguém completamente independente, talvez, um professor universitário, dada a especificidade e complexidade das funções de secretário de estado do tesouro. Custa-nos ser nós a explicar a António Capucho que o pai natal não existe, nem tal perfil de independência. O que António Capucho queria era o Paulo Futre com um master em high finance by the university of Massachussets e a mesma capacidade de concentração do ex craque, mas não havia carreira directa do Seixal para Massachussets quando o Futre era miúdo. Se houvesse, "uêtrô gálô cántaría".

O lado podre da política...

O ex-secretário de Estado do Tesouro, que esteve cerca de 19 dias no exercício de funções, queixou-se ter sido vítima "da baixeza" e do "lado mais podre da política". Áh, então deve ser por isso que ele prefere o lado "mais podre" da banca... É compreensível... É que no lado "mais podre" da banca as vítimas são, habitualmente, políticos gananciosos ou somente incompetentes e, por tabela, os contribuintes portugueses. Não ele... E, depois, quer dizer, nem sempre Pais Jorge pensou mal do "lado mais podre da política". Por exemplo, quando em 2005 andou a meter «swaps up our asses» (acho que é assim que em calão técnico eles dizem no City Bank e no mundo da alta finança em geral, ah, e também no mundo da alta costura) não se queixou nada "do lado mais podre da política". Mas quanto à memória de Pais Jorge já há muito que estamos falados! Agora, é uma pena Pais Jorge abandonar funções ainda antes de tratar de temas tão "quentinhos" como a renegociação dos contratos swap, só que agora do lado do governo (para o leitor que ama o futebol perceber melhor, é como se o Ronaldo, o falso, o português, o que joga agora no Real Madrid, jogasse a primeira parte do clássico contra o Barcelona e marcasse sete golos na baliza blaugrana, fosse contratado ao intervalo pelo Barça, e jogasse a segunda metade pelos catalães para tentar reverter a situação a favor do Barcelona, não sei se estão a ver?...), ou dos contratos das PPP's... Temas que lhe eram tão caros e se há pessoa, abaixo da ministra Maria Luís Albuquerque, que é "perita" em Swaps e PPP's e bancos é Joaquim Pais Jorge. Se o governo calha agora de perder Maria Luís Albuquerque por qualquer motivo, seja ele qual for atenção, é um "mero supônhamos", nada mais do que isso, não tenho qualquer informação privilegiada que 10 milhões de portugueses não tenha, atenção, mas se o país calha de perder a sua ministra das finanças quem raio irá resolver a trapalhada das Swap?! Quem, meu deus?! Estaríamos 10 milhões entregues à nossa própria sorte! Ainda bem "que sobre a senhora doutora Maria Luís Albuquerque nada pesa de menos correcto", senão estávamos mesmo tramados!

Pais Jorge não se lembra de se ter demitido... há algumas horas atrás!

Enquanto a população das Galápagos ainda digere a demissão de Joaquim Pais Jorge, este não se lembra de se ter demitido: "não tenho memória de ter apresentado a demissão ou de ter deixado de apresentar, oiça!". O ex-secretário de Estado do Tesouro disse ainda não se recordar de ter feito parte de qualquer governo recentemente e também não tem memória de quem sejam Maria Luís Albuquerque ou Pedro Passos Coelho. 

terça-feira, 6 de agosto de 2013

Mourinho suspenso seis meses por cuspidela no prato

Depois de Cristiano Ronaldo - a Paris Hilton do futebol mundial - ter denunciado, num castelhano pior que o Inglês para chineses do Jaime Pacheco e para iranianos do Toni, a cuspidela de José Mourinho "no pliato uende cómé", a Federação Espanhola de Futebol não perdoou e depois de ver as imagens que Ronaldo fez questão de enviar à "Cómissión Disciplinaré Êspánhuela", usou de mão pesada para Mourinho que, se voltar a ser contratado por um clube espanhol, passará os primeiros 25 jogos na "bancuáda"!

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Daniel Oliveira nas comissões parlamentares de inquérito já!

É mais difícil encontrar um político ou gestor público que não tenha mentido numa comissão parlamentar de inquérito que um americano desarmado. É por isso que eu não percebo o interesse deste tipo de comissões com o actual formato e sugeria alterações de fundo para que as mesmas passassem a servir para aquilo que foram criadas, nomeadamente, fiscalizar a verdade e blá blá blá. Assim, proponho que os deputados redijam as perguntas mas que seja o Daniel Oliveira a colocá-las. Para isso, sugiro que os deputados que fazem parte de cada comissão de inquérito não estejam presentes na sala de audiência e que vão ditando as perguntas ao Daniel via auricular. Antes das perguntas formais, o conhecido entrevistador teria espaço para questões de ordem mais pessoal, da sua própria lavra, de modo a deixar o inquirido à vontade e com vontade de chibar a sua vida toda. No meio da primeira leva de perguntas avança no video hall um filmezinho com imagens e fotografias de pessoas muito queridas àquele que foi chamado à comissão de inquérito, com testemunhos sobre a sua bondade, o que o deixará em lágrimas e pronto para admitir mais rápido que Paulo Portas a tirar fotocópias tudo o que souber sobre Swaps, BPN's, BPP's, PPP's, Compras de submarinos, Camarates e Licenciaturas de políticos ao domingo, ou por equivalência. Ah, é verdade, sabem também o que é muito difícil de encontrar? Políticos do arco da governação que nunca tenham sido gestores públicos ou membros remunerados de fundações, e outra merda muito difícil de encontrar é coquilles de Saint Jacques no mini-mercado aqui da rua. E agora, para terminar, uma anedota para condizer com o facto de eu estar a escrever este texto em sleeps brancos bem justinhos ao corpo e de havaianas de ir ao Sudoeste daqui a dias. É fácil, ando a ensiná-la aos meus filhos para eles contarem aos amigos deles e os amigos deles aos pais deles.

Anedota

Sabes o que é que diz o político do governo para o gestor público, e vice-versa? 
«Péra aí que eu já te apanho»

quarta-feira, 31 de julho de 2013

Vítor Gaspar, Gepeto de Maria Luís Albuquerque, diz que esta "não mentiu" quando disse nada saber sobre Swaps, mas que se há pessoa que sabia tudo sobre Swaps era ela...

Ou é de mim ou ofender assim os termos do princípio da não-contradição sem uma ou duas comissões parlamentares de inquérito pelo meio para disfarçar é digno de figurar no cartaz do circo de Montecarlo no dia de ano novo? Gaspar faz-me lembrar aqueles gigs que bufam a miúda mais gira da turma ao director só porque esta não lhes liga nenhuma. Pessoalmente, acho Maria Luís Albuquerque, de longe, o membro mais sexy do actual executivo e o cerco em que se encontra ainda a torna mais interessante, porque às vezes transpira um bocadinho no parlamento e eu sou doido por isso. Agora, ver o PS a assistir ao lume brando em que estão a queimar Maria Luís é o cúmulo daquilo a que se vulgarizou chamar "hipocrisia política", ou como se diz quando se percorre o caminho entre os meus intestinos delgado e grosso, que é uma espécie de caminho de Santiago, só que por gravidade, é o cúmulo da... ãh... é melhor não dizer! Não, não digo! Não insistam! Depois já sei como é que é quando falo demais, fico a pensar nisso e vocês também... Agora, ou é de mim ou a continuar assim Maria Luís Albuquerque nunca será "uma menina de verdade"? Eu sei que está calor e, a juntar a isso, há sempre a minha tendência para cheirar mal dos pés, e em julho ter as unhas das mãos cheias de lixo de Junho, mas o mundo podia ir melhor do que isto que vai, não podia? Seguro é o líder do PS, caramba! Ter o Tó Zé a fazer oposição a este governo é como soltar um seminarista às quatro da manhã no parque Eduardo VII... Vai ser devorado de certeza absoluta e alguém vai ficar com uma indigestão daquelas! A crise política, sem dúvida nenhuma, deu ao mundo novos mundos, pena é que seja o submundo das Swap, da intriga político-partidária, das moções de confiança... Uma moção de confiança num momento em que o governo goza de uma maioria absoluta parlamentar é como ir a um casting em que os membros do juri são o nosso pai e a nossa mãe... Depois de passar uma moção de confiança de manhã, nada como uma comissão de inquérito às Swap de tarde para chafurdar na desconfiança e na dissimulação... Eu imagino quanto tempo não terá demorado ontem à noite ao chegar a casa o duche de Maria Luís Albuquerque... Pessoalmente, não gosto do conceito de comissões de inquérito, fazem-me lembrar salas de interrogatório e filmes de espionagem russos, agora ainda gosto menos de Swap, e de PPP's e de BPN's. Áh, e de Gepetos, é que não vou à bola com gepetos.

domingo, 28 de julho de 2013

Maria Luís Albuquerque com garantia de dois anos dada pelo fornecedor

Questionado sobre se mantém a confiança em Maria Luís Albuquerque, após a revelação de emails em que fica claro que Maria Luís Albuquerque estava a par dos contratos Swap, ao contrário do que afirmou em diferentes ocasiões aos deputados na Assembleia da República, assim como na garantia dada pelo Primeiro-Ministro aquando da nomeação da nova ministra das finanças de que "sobre a doutora Maria Luís Albuquerque não pesa qualquer coisa menos correcta", o Presidente da República respondeu de forma positiva: "à garantia dada pelo senhor Primeiro-Ministro, que eu conheço desde pequenino, acrescem as garantias bancárias dadas pelo BCE e pelo FMI de que sobre a senhora ministra nada pesa de menos correcto, assim como as garantias das entidades bancárias que negociaram os Swap com as empresas públicas portuguesas". Depois de uma pausa para anilhar uma pomba que pousou no ombro do presidente, Cavaco Silva concluiu que "recebi a garantia da Troika que caso a senhora ministra se mantenha em funções haverá dinheiro para pagar os prejuízos dos Swap, do BPN e do BPP, dos submarinos, das PPP, da Rute Marques, das férias do meu colega Puttin, assim como outras asneiras da grossa que se possam fazer entretanto. E, se calhar, ainda dá para não ter que voltar a aumentar os impostos ainda este ano".

Miguel Relvas defende ministra das finanças: "Maria Luís Albuquerque não mentiu só porque não disse a verdade"

O ex ministro Adjunto não percebe tanto "sururu" à volta da ministra das Finanças Maria Luís Albuquerque, por causa dos contratos "Swap": "vamos lá esclarecer uma coisa: Maria Luís Albuquerque mentiu só porque não disse a verdade? Como é evidente não!" No mesmo tom algo crispado, o ex governante rematou: "pelo amor de Deus!"

Poiares Maduro menos sexy que Pires de Lima, também conhecido pelo "garanhão do Caldas"...

A até agora estrela ascendente do governo, o ministro Adjunto Poiares Maduro, eleito por Inês Pedrosa e Inês Serra Lopes como o homem mais sexy do anterior executivo do actual executivo, está a perder o estatuto para Pires de Lima, também conhecido pelo "garanhão do Caldas". O antecessor de Maduro, Miguel Relvas, que se se lembram, fez parte do anterior executivo ao anterior executivo do actual executivo, já veio a público dizer, naquele seu estilo muito peculiar de quem tem um curso superior: "é bem feito! Tem a mania que é bom só porque fez parte da tuna académica, agora embrulha"! A recente predilecção de Passos Coelho por ministros sexy ajuda a explicar a saída de Assunção Cristas e Álvaro Santos Pereira do governo, e tem levado muitos analistas a colocar a questão: "para quando a entrada de Nuno Melo para uma pasta qualquer?" Segundo o inquérito de uma revista feminina, os políticos mais sexy são os do CDS. Os Democrata-Cristãos são também os que se vestem melhor e os que fazem as escolhas mais adequadas de vinho para cada ocasião.

domingo, 21 de julho de 2013

Cavaco anilha Maria Luís Albuquerque para não se esquecer do nome da ministra

A meia hora de fazer uma declaração ao país, o Presidente Aníbal Cavaco Silva ainda está cheio de dúvidas. Uma das dúvidas que mais tem afligido o presidente é se a nova ministra das finanças se chama Maria Luísa Albuquerque ou Maria Luís Albuquerque. Cavaco tem medo de dizer mal o nome da ministra das finanças e lançar o país numa nova crise política. Mais, o presidente tem receio que a ministra se demita, de forma revogável e que por isso não haja volta a dar. É portanto muito provável que o presidente anuncie esta noite que irá convocar Maria Luís Albuquerque para um encontro no Palácio de Belém, à margem do qual o chefe de estado aproveitará para anilhar a ministra das finanças de modo a que possa identificá-la sempre que necessário sem margem para erros. Se houver tempo, Cavaco dirá ainda qualquer coisa sobre o futuro político do país.

quinta-feira, 18 de julho de 2013

As três grandes confissões cristãs prestam serviços de Consulting & Advising aos partidos que procuram entendimento de salvação nacional

As reuniões entre os três partidos do memorando com vista a um acordo de Salvação Nacional está a ser inspirada na História da Salvação do Cristianismo. Segundo fonte próxima dos três partidos, as três principais confissões cristãs - Igrejas Católica, Protestante e Ortodoxa - estão a fornecer serviços de Consulting & advising aos três partidos que participam na negociação para atingir um acordo que permita um governo de salvação nacional. O RdE soube ainda que no final de cada reunião os elementos de cada um dos partidos destacados para estas negociações colocam a mão direita em cima do capacete de Pedro Mota Soares e fazem uma oração.

É dos partidos cafajestes e rufias que o PS gosta mais...

O Partido Socialista diz que o actual governo liderado pela coligação PSD/CDS não tem palavra, não é de confiança e traiu os portugueses. POR ISSO, vai juntar-se a ele. Se para os mais distraídos isto não faz sentido e, repito, só mesmo para os mais distraídos é que isto poderá não fazer sentido, para uma pessoa atenta à realidade que a rodeia, como eu próprio, não me espanta rigorosamente nada. Toda a gente sabe que as mulheres certinhas e cumpridoras do seu dever, nomeadamente, conjugal, adoram um bom cafajeste, um homem que as ponha no lugar e lhes agarre pelo rabo de cavalo, ou sem de cavalo. Ao que parece, a actual direcção dos socialistas adora ser ignorada, traída e maltratada e até se excita um bocadinho com isso... Os socialistas aceitaram o seu "homem" depois deste ter estado ausente dois anos e ignorado completamente a noiva do memorando inicial. Depois de ter sido abandonada no altar, Seguro terá mesmo dito que já não sentia uma emoção parecida a este regresso à cena política como quando andou pela primeira vez de montanha-russa. Passos Coelho é, neste sentido, o cafajeste de Seguro e trouxe um amigo para, como suavizar isto, participar na coboiada. Deste threesome entre Passos, Portas e Seguro quem vai sofrer mais, já se sabe, não é nenhum dos três... É quem fica a assistir à película, de qualidade duvidosa, e realizado por um cineasta menor. Se os bonecos do "Contra" ainda por aí andassem, Acabado Silva caía que nem ginja no genérico final deste filme. Agora, o que me preocupa mesmo é o Elton John andar por aí a fazer de Nel Monteiro e até agora nem uma palavra sobre isso na discussão da moção de censura do PC, desculpem,  dos "Verdes",  que decorre neste momento na AR. Nem uma!...

Dicionário do humor

Irrevogável: (latim irrevocabilis, -e)
 
adj. 2 g.


1. Que não se pode revogar.


2. Definitivo.


3. Que não torna atrás.

quarta-feira, 17 de julho de 2013

António José Seguro só aceita fazer parte de uma solução de governo caso o deixem ser ele a acabar com a crise

O líder do Partido Socialista lançou ontem um novo dado para a mesa das negociações com o CDS e o CDS, os dois partidos que fazem parte da coligação de governo e liderados, respectivamente, por Paulo Portas e Paulo Portas: "eu aceito um acordo tripartido de governo se me deixarem ser a mim a acabar com a crise"! Portas e Portas a início mostraram-se renitentes, pois faziam questão de ser eles a acabar com a actual crise económica e financeira, mas acabaram por aceder e será o líder do PS a acabar com este pesadelo em que nos encontramos, numa cerimónia que terá lugar no Largo do Rato e em que será descerrada uma estátua de meio corpo de António José Seguro envergando uma t-shirt de Che Guevara. Durante a cerimónia, Seguro envergará ele próprio uma t-shirt dos Fine Young Cannibals, uma banda que ele ouvia quando era miúdo, como agora.

Metade de Maria Luís Albuquerque fará parte de 1/5 das decisões tomadas doravante pelo actual executivo

Começa a ganhar forma o acordo entre os partidos que assinaram o memorando e o RdE sabe que a actual Ministra das Finanças deverá participar em metade de 1/5 das decisões tomadas pelo actual executivo, passando a assumir um papel relevante no orçamento para o economato de cada ministério e na gestão do plafon para jantares e saídas à noite dos membros mais novos do governo e que ainda gostam da borga, pois colaram o exercício de cargos do governo à queima das fitas. Este papel fundamental de Maria Luís Albuquerque foi uma exigência do PSD e, particularmente, de Pedro Passos Coelho que, em contrapartida, teve de ceder às exigências do CDS e, particularmente, de Paulo Portas, de que a Ministra das Finanças participasse apenas nos primeiros 15 minutos de cada Conselho de Ministros, abertos à comunicação social e que ficasse atrás de si, de cócoras, nas fotografias oficiais.

Elsa Roncon (oi?) Santos demite-se e diz que podia perfeitamente fazer a metade das reuniões para as quais Maria Luís Albuquerque não é convocada

Depois de Paulo Portas se ter demitido por, lá no fundo, lá no fundo, querer o lugar de Passos Coelho, é agora a vez de Elsa Roncon (oi?) Santos se demitir por querer o lugar que fora de Maria Luís Albuquerque. Ao contrário do ex ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros e actual ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, a decisão de Roncon (oi?) Santos não é irrevogável, pelo que deve ser para manter. A ex Secretária de Estado do Tesouro confidenciou mesmo no seu círculo mais próximo que podia perfeitamente "fazer a outra  metade das reuniões para as quais a Maria Luís não for convidada".

segunda-feira, 15 de julho de 2013

Questões fracturantes já não dividem líderes dos partidos da "bandolete da governação"

As reuniões entre os três partidos do arco da governação parecem estar a chegar a bom porto. Uma das questões mais fracturantes, e que poderia fazer perigar um acordo de salvação nacional, era o facto de Paulo Portas, líder do CDS, e Paulo Portas, Líder do CDS, terem um alfaiate melhor que o de António José Seguro. Aliás, Seguro queixava-se de não ter alfaiate e de comprar os fatos na multinacional espanhola Zara. Ao que conseguimos apurar, os três líderes já chegaram a acordo quanto a esta matéria, passando todos a vestir no alfaiate Augusto Saldanha. A questão delicada que se segue é que os líderes dos dois partidos da coligação ainda em funções, Paulo Portas e Paulo Portas, estão contra a utilização da designação "arco da governação", preferindo antes "bandolete da governação". Seguro está contra esta alteração, mas o RdE sabe que uma vez que os dois líderes da coligação lhe abriram as portas do atelier de Augusto Saldanha, o mínimo que ele poderá fazer agora é aceitar fazer parte dos partidos da "bandolete da governação".

Tira para BD

Balão 1 - Parece que o Braga sempre vai lutar pelo título este ano...

Balão 2 - Porquê?

Balão 3 - Bruno Carvalho disse que este ano o campeonato não vai ser disputado a dois...

sábado, 13 de julho de 2013

CDS adia congresso para depois das autárquicas, caso ainda haja partido

O congresso do CDS, que já havia sido adiado e foi entretanto desconvocado e a seguir apontado para depois das autárquicas, poderá não vir a realizar-se de maneira nenhuma, caso o partido sucumba ao mais do que provável desaire dos partidos da coligação nas próximas eleições municipais. Segundo fonte próxima da direcção do partido, mas que não se quis identificar, "ouça, não fará sentido estar a desperdiçar recursos e tempo num congresso de um partido que já tenha acabado, não acha?!". 

CDS troca congresso por sessão de pitches

Depois de ter sido adiado, o congresso do CDS acaba de ser desconvocado e trocado por uma sessão de pitches onde cada ex congressista deverá convencer Miguel Gonçalves, presidente da sessão, de que tem boas ideias para o país. Recorde-se que o embaixador do programa "Impulso Jovem", que foi lançado por Miguel Relvas, já havia presidido a um conselho de ministros informal. Cada pitch será filmado e enviado para o Presidente da República, que terá a palavra final sobre as melhores apresentações e as ideias mais apelativas. O pitch mais aguardado é o de Paulo Portas, que procurará convencer Miguel Gonçalves e um grupo de investidores árabes de que é a pessoa certa para ser vice primeiro ministro.

sexta-feira, 12 de julho de 2013

"Puta vida, merda cagalhões", ou Da certeza

Ontem, Assunção Esteves citou Simone de Beauvoire; hoje, Paulo Portas citou Sá Carneiro; logo à noite, no final da emissão da Sic Notícias, o mais tardar amanhã de manhã, eu gostaria de citar Nel Monteiro: "Por não ter condições de vida / E ver sinais de mal a pior / Desculpem a minha linguagem / Mas não consigo ter outra melhor / Ai é duro ser pobre / E mais duro é com certeza / Um pobre ser toda a vida / A lixeira da nobreza". Mas é no refrão que o texto de Nel Monteiro atinge o ponto nevrálgico da crise em que vivemos: "Puta vida, merda cagalhões / Porque será que tem de ser assim / Desigualdade sem ter fim". Eu sei o que é que o Jerónimo de Sousa está a pensar neste momento sobre a poética de Nel: " - Tiraste-me as palavras da boca, homem!", naquele jeito de Marlon Brando que Marx lhe deu. Agora, se no caso de Assunção Esteves, esta ficou a esbracejar e, finalmente, a afogar-se na palavra "carrascos", mas percebendo-se a intenção, já no caso de Portas, o sacrifício da sua "reputação" pelo país é como se a rapariga que já não é virgem, vá lá, há três décadas, quisesse agora conceder a sua virgindade, no limiar dos cinquenta, a um qualquer homem que por ela se tivesse apaixonado. Falar da (boa ) reputação política de Paulo Portas faz tanto sentido como a Catarina Martins e o João Semedo serem as caras da próxima campanha publicitária do Banif. Porque há coisas, como diria Wittgenstein, sobre as quais podemos ter certezas básicas, como se fossem condição de possibilidade do nosso mundo, aquele em que vivemos, e essas certezas são, como diria Portas, ai, como é que diria Portas, ai como é, como é, já sei, "irrevogáveis"!

quinta-feira, 11 de julho de 2013

Importa-se de repetir?

Eu sei que o senhor Presidente já falou há mais de 24 horas sobre a solução para a crise política que o país atravessa, mas se não se importasse de repetir?...

Urgências de Belém à pinha!

O serviço de urgências do Palácio de Belém registou nos últimos dias um afluxo alarmante de utentes, que se acentuou nas últimas 24 horas e promete manter-se ao longo do dia de hoje e, provavelmente, também durante os dias mais próximos. O director clínico do Palácio esclareceu já que os serviços de Belém estavam já preparados para uma afluência de utentes a necessitar de cuidados urgentes, sendo que todos aqueles que têm acorrido a este serviço de urgências têm sido devidamente tratados, apesar de alguns chegarem em muito mau estado. Entre os pacientes urgentes a inspirar maiores cuidados contam-se Pedro Passos Coelho, Paulo Portas e António José Seguro. 

Presidente remodela remodelação proposta pelo CDS e pelo CDS, os dois partidos que compõem a coligação

Aníbal Cavaco Silva surpreendeu tudo e todos ontem à noite ao não aceitar a proposta do CDS e do CDS, os dois partidos que compõem a coligação, para a nova formação do governo que deveria levar o país até 2015 sem mais sobressaltos. Ao contrário, o PR propôs uma remodelação da remodelação, uma vez que, segundo conseguimos apurar, não concordava com cerca de 20 nomes, entre ministros e secretários de estado, propostos por Paulo Portas e Paulo Portas, os líderes dos dois partidos da coligação. O futuro do país é agora uma incógnita e está nas mãos da Maya e do Nuno Graciano.  

País acorda acavacado ao governo mas o que me preocupa é Nel Monteiro!

Eu sei que as pessoas estão demasiado focadas na actual situação política do país, nomeadamente, com o facto de termos um Presidente da República Portuguesa a fazer de Presidente da República Francesa, de termos um ministro dos Negócios Estrangeiros a fazer de Primeiro Ministro e de termos um Primeiro Ministro de fazer de conta, agora, na minha opinião, com o que os portugueses deveriam estar preocupados é com isto:

- O que raio estava a fazer ontem à noite no "5 para a meia noite" o Elton John a fazer de Nel Monteiro? É que isto sim, põe em causa a soberania nacional e os valores da República e a continuar assim vamos mesmo precisar de ser resgatados!

quarta-feira, 10 de julho de 2013

Castings para o governo terminam hoje

Cavaco Silva termina hoje quatro dias de castings para o próximo governo de Portugal, que deverá ser o mesmo, apesar de completamente diferente, de modo a evitar a desagregação do país e uma crise política. Logo mais, pelas 20h30, o Chefe de Estado deverá comunicar os resultados das audições e os grandes vencedores do "Queres fazer parte do próximo governo de Portugal? Bora lá a Belém, então".

Portas acusa Cavaco de promover a instabilidade política

O ex ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros e actual ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros acusou hoje, à margem de uma vichyssoise com o núcleo duro do seu partido, após a audiência em Belém com o Presidente da República, este mesmo de promover a instabilidade política do país. Paulo Portas classificou mesmo o comportamento político de Cavaco de "irresponsável" e "atiçador", ao promover vários dias de audições, prolongando o impasse político provocado por Passos Coelho ao nomear Maria Luís Albuquerque para ministra de Estado e das Finanças. 

Cavaco aceita solução de governo de Portas e Passos para evitar parto em directo de Assunção Cristas

Paulo Portas explicou hoje, devagarinho, a Cavaco Silva que, ou o Presidente dá o seu aval à solução de governo preconizada por CDS e PSD, ou a ministra Assunção Cristas arrisca-se a dar à luz no Palácio de Belém ou em  directo para todo o país durante uma das inúmeras conferências de imprensa ou comunicações ao país em que o CDS tem participado, devido ao impasse político em que o país se encontra. Este terá sido, aliás, um dos trunfos jogados por Portas para levar Cavaco a fazer aquilo que Cavaco sempre disse que faria: nada. 

IPMA manda pregar tábuas nas portas e janelas entre as 20 e as 21h desta quarta feira

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera lançou hoje um alerta de "comunicação do Presidente da República ao País", lembrando os efeitos devastadores que este tipo de fenómeno costumam ter. Segundo um responsável deste instituto, "a prevenção é muito importante neste tipo de intempéries. O rasto de destruição deixado por comunicações anteriores do Presidente da República, nomeadamente, no Verão de 2008 a propósito do estatuto politico-administrativo dos Açores, faz-nos temer o pior para a comunicação desta noite, sobretudo, entre as 20h30 e as 21 horas".  

Não há dúvidas, as intenções de Portugal em relação à Europa são sérias e passam pelo altar

O RdE sabe que a resposta ao Eurogrupo acerca das verdadeiras intenções de Portugal vai ser dada hoje por Cavaco Silva, durante a comunicação ao país que servirá para esclarecer se o governo se mantém em funções ou se, pelo contrário, o governo se mantém em funções. Por sorte, "esta merda que eu faço" teve acesso em primeira mão ao discurso de Cavaco, que promete sossegar a Europa: "as intenções de Portugal são sérias. Queremos ter relações com a Europa e sabemos que para isso temos de casar. E é precisamente essa a nossa intenção, levar a Europa ao altar".  

quinta-feira, 4 de julho de 2013

Pior cego é aquele que não quer saltar da piscina do Splash

Quem é que inventou o Splash? Não sei quem foi mas quem foi deu-se ao trabalho, porque é das coisas com menos sentido que já vi - e eu já vi o Toy, em fato de banho de nem digo o quê, a fazer a hola mexicana com o abdómen enquanto era entrevistado pelo Unas em cima de uma prancha! Agora, meter a Júlia Pinheiro dentro de um complexo de piscinas é o equivalente a levar o Miguel Sousa Tavares numa visita de estudo à refinaria da Galp. Não há técnico de som que valha àquilo! À segunda feira à hora do almoço ainda ando eu a fazer curativo aos ouvidos! Por falar em Galp, a Sónia Brazão foi uma agradável surpresa a fazer Splash. Já a tínhamos visto a fazer Bang e também ia muito bem... Agora, ou é de mim, ou o Splash é um cruzamento à bruta entre o "Ponto de Encontro" (um beijinho para o Henrique Mendes, onde quer que ele esteja) e os jogos olímpicos?! Ou paralímpicos, vai dar ao mesmo!... Primeiro, foi o reencontro da família Areias... Há quem diga que o camelo apareceu, há quem diga que não. Eu acho que apareceu e ainda está aí para as curvas. Depois, foi o Jorge Pina, o concorrente que apenas vê dez por cento de um dos olhos, que reencontrou a filha que já não via há muito tempo. E que bonito foi ouvir na final do concurso a plateia do Splash toda em uníssono a gritar "Pina! Pina! Pina! Pina!". (Pausa) Que bonito! "Pina! Pina! Pina!". (Pausa) E Pina fez a vontade à turba e... subiu à prancha dos 7,5m e mergulhou para o vazio. É assim, tentar encontrar sentido no Splash é como explorar o aparelho reprodutor do filho do Nené, não faz sentido! Agora, por falar em raparigas bonitas, eu já não via umas perninhas como as da Carolina Patrocínio desde que o Jorge Couto evoluía nos relvados. Não sei se se lembram, mas o Jorge tinha umas pernas que faziam lembrar um concurso de tiro com arco. Agora mais a sério: eu gostei da participação da Carolina da cintura para cima, mas a pergunta que se impõe é: eles dão licença de uso e porte de arma a pessoas assim tão novas? É que o Uva é um rocket pronto a disparar! Ah, antes de me ir embora, só mais uma ostra recheada: ouvi dizer que os professores vão fazer greve à oitava avaliação da troika! Por isso, escusam de aparecer, senhores da troika. Até porque acho que a maioria dos alunos, sobretudo, os melhores, também vai faltar, tipo Gaspar, Portas, Coelho...
PS. Vão lá ajudar a mãe da Simone a procurar a filha, que a senhora está no Jamor desde domingo e ainda não sabe que o país acabou!

quarta-feira, 3 de julho de 2013

Sisa Vieira contrata Vítor Gaspar

Muito se tem falado do futuro de Vítor Gaspar, agora que o desemprego lhe bateu à porta, e o RdE está em condições de avançar que o ex ministro das finanças não ficará muito tempo fora do activo. O atelier de Sisa Vieira deverá ser o próximo destino do "arquitecto da austeridade" cujo estilo e traço austero muito agradam ao próprio Sisa Vieira que adora "o modo como o Vítor edifica, desestrurando os elementos e reorganizando-os numa amálgama só aparentemente sem sentido", disse em exclusivo a "esta merda que eu faço" o Nobel da Arquitectura.

Depois de ter desligado a máquina que mantinha o governo vivo, Portas faz agora respiração boca a boca ao executivo

Depois de Paulo Portas ter desligado a máquina que ligava o governo à vida, depois da coligação ter passado uma noite romântica numa unidade hoteleira da capital, ou como diria Miguel Relvas, também conhecido por "arquitecto da ligeireza", hunidade oteleira, Paulo Portas decidiu oje (ai o raça do Relvas!) fazer respiração boca a boca ao actual executivo. Poiares Maduro, contudo, terá declinado o gesto do ainda ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, considerando-o fora de tempo.

Afinal foi só um arrufo e partidos da coligação terminaram a noite de ontem a fazer amor!

O Primeiro-ministro Pedro Passos Coelho disse ontem - sem se desmanchar a rir - que "a estabilidade da coligação não está em causa pois não há divergências profundas entre os dois partidos da coligação. O que há", prosseguiu o chefe do governo, "são dois partidos da coligação que pensam por si... Um quer aumentar a TSU dos trabalhadores e pensionistas, outro não; um quer abrandar o chicote da austeridade, outro não, um queria aproveitar a saída do senhor ministro das finanças para mudar a política, outro não". Ah, então é só isso?!

Maria Luís Albuquerque é irmã mais nova de Ângela Merkel e Gaspar foi vítima de bullying por parte de colegas ministros

Eis alguns dos segredos do guião da próxima novela da TVI e nova aposta na ficção nacional da boa: Maria Luís é afinal a irmã muito mais nova de Ângela, que praticamente a criou, e amiga íntima de Gaspar, um jovem governante perseguido por colegas de governo.