domingo, 18 de novembro de 2012

Noticiário das cinco

1. Se dúvidas houvesse, agora temos a certeza: as eleições americanas têm muita saída em Portugal. Em tempos foi a NBA, agora é a política. Em ambos os casos os praticantes são maioritariamente de raça negra e, quando não o são, perdem.

2. O furacão sandy passou pelo estado de Nova Yorque e pelas eleições americanas, tendo causado estragos em ambos. No caso das eleições, os especialistas (e são muitos, espalhados pelo mundo inteiro, mas com uma enorme incidência em Portugal, e, mais concretamente, nas redacções das televisões a partir das 22 horas. Só aqui ao meu lado, em estúdio, tenho dez desses especialistas a debaterem-se para entrar em directo já a seguir) foram unânimes em dizer que a maneira como Obama lidou com a situação o fez subir nas intenções de voto. Já o mini tornado de Silves, no Algarve, promete fazer baixar a popularidade do ministro da administração interna, Miguel Macedo, que ainda não avançou com nenhuma medida de apoio às vítimas desta tempestade mas, em contrapartida, já adiantou bastante o trabalho de sacudir a água do capote. Segundo o ministro, o "tornadinho" não era possível de prever e a resposta deve ser transversal. É caso para dizer que em Silves "até a Barack Obama"! (Dizer como se fosse a popular punch line dos malucos do riso: "Até a barraca abana")
 
3. Com a vinda da chanceler alemã ao nosso país, ficamos a saber que este é mesmo um país de merkel! (dizer como se fosse a expressão: "país de merda").
 
4. Cavaco Silva continua mudo e quedo. O mutismo selectivo passou agora a mutismo compulsivo e o presidente já não verbaliza juizos básicos como: " - Está frio!" ou " - Hoje apetece-me cataplana de marisco", o que tem vindo a afectar a sua qualidade de vida e, nesse sentido, a qualidade de vida de toda a nação, que ama o presidente de coração.
 
5. Segundo o site da Visão, um casal homossexual de pinguins dinamarquês adoptou uma cria. Precisamente numa altura em que a opinião pública se divide quanto à possibilidade de adopção de crias pinguim por parte de casais de pinguins homossexuais. O principal argumento contra é que os pinguins cria vão sofrer na escola por causa da descriminação a que vão ser sujeitos. Para além do mais, ainda há pouca legislação produzida no âmbito da adopção por parte de casais pinguins homossexuais. Se relativamente à adopção as dúvidas ainda são muitas, quanto à homossexualidade no seio destas aves, trata-se de um erro comum, umas vez que macho e fêmea são praticamente iguais, tornando praticamente impossível - e até desnecessária - a distinção de género. O facto de os pinguins serem bichos efeminados, e andarem como o Charlie Chaplin andava, contribui ainda mais para que assim seja. Isso, e o facto de os pinguins em causa estarem em cativeiro, leva naturalmente a relações entre pinguins do mesmo sexo. Acontece o mesmo em estabelecimentos prisionais humanos e tem a ver com a falta de diversidade em termos de fauna nesses lugares. São sempre os mesmos, sempre do mesmo sexo, o que leva a sexo entre os mesmos. É normal que assim seja e até desejável. O que era escusado era "A Dança do Pinguim", dos Caricas, o último grande sucesso do canal panda e que promete lançar ainda mais achas para a fogueira desta discussão.

6. E terminamos com música. Quer dizer, mais ou menos. Mikael Carreira lançou um album chamado "Viver a vida", um trabalho que tem dois propósitos. O primeiro, é de carácter filosófico e pretende deixar claro que o que se vive é a vida. Podíamos às vezes pensar que era outra coisa qualquer e, assim, fica-se logo a saber que a vida é aquilo que se vive, e não vale a pena especular sobre isso. O segundo, era convidar a Rita Pereira para protagonizar o vídeo clip. Tanto um propósito, como outro, são louváveis e amigos do ambiente.
 
Sketch humorístico para rádio ou televisão

Nenhum comentário:

Postar um comentário