sábado, 24 de novembro de 2012

Cavaco stand-up comedian Silva

Eu era para começar este texto de comédia pura assim:
Molécula "made in Portugal" destinada a combater a artrite reumatóide está a causar grande furor no meio científico. Pessoalmente, acho muito bem que o Carlos Ribeiro tenha voltado em força, já estava com saudades daquela camisinha aberta e um peito à Toni Ramos à cabeça dos destinos da humanidade, o que não acho tão bem é que os portugueses tenham a ideia, os chineses patrocinem os testes e um laboratório alemão qualquer venda o medicamento! É sempre assim, nós fazemos o mais difícil, e os outros colhem os louros! Agora há outra coisa que me deixa perplexo: valerá a pena a ciência dispender tanta energia à procura de melhorar a qualidade de vida das pessoas, de prolongar a vida das pessoas, e depois deixar à solta por aí o Vítor Gaspar e o Passos?
Mas depois pensei melhor. Há um excelente texto de stand-up comedy de um humorista novo chamado Aníbal Cavaco Silva, que fez uma apresentação espectacular na gala de entrega dos prémios de jornalismo. Abro aspas a partir do site da Visão mas este texto humorístico encontra-se um pouco por toda a imprensa:
«No habitual discurso que faz na entrega destes prémios de jornalismo, Cavaco Silva começou por dizer que apenas o seu "caro amigo Mário Zambujal [presidente do Clube de Jornalistas] o convenceria a estar presente: "Ele sabe bem que eu não queria vir, tudo porque eu sabia que teria de subir a este palco e de quebrar o meu silêncio".
"Todos sabem que o silêncio do Presidente da República é de ouro, hoje a cotação do ouro foi 1.730 dólares por onça, uma onça são 31 gramas, mais 1,7% do que a cotação do ouro naquele dia de setembro em que a generalidade dos portugueses ficou a saber o significado da conjugação de três letras do alfabeto português: "tê, ésse, u" (TSU)", afirmou Aníbal Cavaco Silva.
Depois, Cavaco Silva apontou vários temas dominantes da atualidade política sobre os quais "boa parte" da população portuguesa acha que o Presidente da República "estava a refletir" durante o seu "silêncio".
"Até aqui, boa parte dos portugueses pensava que o Presidente da República estava a meditar, a refletir sobre a próxima visita a Portugal da senhora já bem conhecida de todos, amada por muitos, a que carinhosamente os portugueses chamam de troika, outros estariam a pensar que o Presidente da República estava a refletir sobre se o aumento de impostos era enorme ou gigantesco, outros pensariam que o Presidente da República estava a refletir sobre os novos apoios que a chanceler Merkel podia trazer para Portugal na sua próxima visita ao país e outros poderiam estar a pensar que o Presidente da República estava a refletir sobre o que fazer relativamente às pressões de vinte corporações e mais de cem individualidades para que ele enviasse o Orçamento do Estado para o Tribunal Constitucional", declarou.
No mesmo tom irónico, Cavaco continuou: "Outros estariam a pensar que o Presidente estaria a refletir sobre o consenso político que foi possível estabelecer entre as forças políticas do arco da governação sobre a forma de realizar a reforma das funções do Estado, outros podiam estar ainda a pensar que o Presidente estava a refletir sobre se a transmissão televisiva dos jogos de futebol em canal aberto fazia ou não parte da definição de serviço público de televisão, mas agora, depois de ter quebrado o meu silêncio, os portugueses dirão que afinal ele estava apenas a refletir sobre a forma de evitar a sua presença na cerimónia de atribuição dos prémios Gazeta do Clube de Jornalistas".»
Espectacular!
 
Crónica humorística
 

Um comentário:

  1. Ah,ah,ah!!! Muito bem amigo. Realmente, não há cú para aguentar tanta palermice num homem só!!! Ainda há duvidas sobre as capacidades mentais do Presidente da República Portuguesa? Beijinhos ;-)

    ResponderExcluir