quarta-feira, 24 de outubro de 2012

The houstons

Ao que parece, a família de Whitney Houston vai dar lugar a um programa de televisão. É assim: perde-se uma família mas ganha-se uma emissão de televisão rica em hidratos de carbono, em cor e em pianos de quatro oitavas sempre que os concorrentes se rirem... Mas, contra todas as expectativas, pouco rica em heroína... (Pausa) Eu, pela minha parte, parece-me que um reallity show da família Hoston sem a Whitney é coisa para não fazer muito sentido!... Não sei, digo eu... Ao que parece, vão integrar o elenco a mãe, Cissy, a cunhada, Pat, a sobrinha Rayah (que é o que eu digo quando vou ao dentista), o mano Gary, e a filha, Bobbie Brown. O programa vai chamar-se "The Houston's: On Our Own", e para quem não percebe inglês, eu vou traduzir: "A Família Mata"! (Pausa) Para aquecer a coisa, eu propunha que Bobby, ex marido de Whitney, e pai de Bobbie (Uouuu! Que imaginação!), fizesse um rap para o genérico inicial! E uma aparição, tipo guest starring, num ou noutro episódio, onde bateria a alguém da família, só para ser o mais reallity possível! Não, agora a sério, esta é a prova de como a droga dá mesmo cabo de uma família! Não, agora a sério, segundo fontes fidedignas, o formato já foi comprado por uma televisão do Reino Unido e a família escolhida será a de Amy Winehouse. Não, agora é que é a sério: quem é que deu a ver aos responsáveis da Lifetime "Na casa do Toy"? E lhes pôs estas ideias na cabeça?! Hum? Foram vocês? Foram? É assim, eu só tenho uma pergunta a fazer-vos:
- Como é que acabou a família do Toy?
Pois!... A questão é então a de sabermos se consideramos a família a base, o pilar da nossa sociedade? Ou se consideramos a família apenas uma amálgama de graus de parentesco?!... Onde é que isto vai parar? Naqueinada, era uma vez um gato maltez e a celine dion no comboio com o frère Jacques a dançar as pombinhas da Catrina andarão em cima de rodelas de limão! Penso que fui claro!
 
1 - É perfeitamente possível transpôr este texto para stand-up. Basta pôr as macro rúbricas nos cítios sertos, pautar os tempos, fazer os parágrafos. Mas, de momento, não tenho tempo.

2 - A todos os fãs da Whitney: as linhas desta crónica não são para cheirar...

3 - Vocês estão à coca! É assim mesmo! Não vos escapa nada: sítio certo! Quarenta vezes para casa? No problem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário