domingo, 5 de agosto de 2012

Os apóstúlús

 Conforme isto anda, com a crise e tudo, está bom para seitas...Ah, lá estás tu a falar do Passos Coelho, o Gaspar e do resto dos amigos!... Nada disso, estava mesmo a falar de seitas religiosas... E nós também, dizem vocês naquele sentido de humor entre o Fernando Mendes e o Carlos Cunha, que vos caracteriza... A crise é, como toda a gente sabe, uma gaja pronta para engravidar de novas religiões... (Pausa) Ou como se diz em análises sociológicas em revistas sérias - e não falo da Visão, onde há por vezes nudez... - é um período fértil para o ressurgimento de velhas manifestações de cariz religioso, etc, etc... (boceja)... Quando me dá para ser possuído pela sociologia fico como Boaventura Sousa Santos, imperceptível... Enfim, isto tudo para dizer que no outro dia ia a passar numa rua e numa enorme vitrine, entre uma loja de electrodomésticos em segunda mão e um comércio de chineses - palavra de honra - deparo-me com uma igreja daquelas cujo nome parece o anúncio do fim do mundo... Como nestas coisas sou muito católico, vi "igreja" escrito na montra, e comecei a procurar uma cruz... (Pausa) Nem uma... (Pausa) Uma Nossa Senhora... Nada... (Pausa) Um anjinho que fosse... Aparições nem pensar e o único anjinho só se fosse o meu reflexo no vidro da montra... (Pausa) Ainda assim, estas igrejas não brincam em serviço e, se por um lado não possuem iconoclastia visível, por outro, na montra ostentam nada mais nada menos do que fotografias dos... (Pausa) apóstolos... Nem mais... Contei pelo menos quatro na montra, mas tenho a certeza de que se entrasse havia lá dentro todos aqueles que eu desejasse... (Pausa) Nestas coisas de apóstolos também sou muito católico, devo confessar... Eu gosto dos meus apóstolos mortos há pelo menos dois milénios, de sandálias e túnicas... Ah, e a fumar ganza, dizem vocês alarvemente...Isso é woodstock, também já foi noutro milénio, mas ainda assim não tinha apóstolos... (Pusa, que é Pausa sem o primeiro "a") Bom, no caso daquela igreja com uma montra havia fotografias de apóstolos de fato e gravata e gel no cabelo... Juro que se não houvesse referências a uma igreja eu juraria de que se tratava de uma nova imobiliária... Nomes como Rodrigo, Valdemar ou Raimundo, ou em linguagem eclesiástica, Rôdrigô, Valdemá e Raimuuundu, precedidos do epíteto "Apóstolo" colocavam-nos ali, lado a lado com aqueles que, em primeira mão, foram eleitos para espalhar à palávrá! Só não entrei porque eu só estava a passar por ali para ir aos chineses, que tinham uma promoção de cristos super baratos e eu queria oferecer uma à minha sogra, que o dela caiu e partiu-se todo... O que eu comprei é de plástico, por isso, não corre o risco de partir e traz 12 apóstolos daqueles que eu gosto...
 Texto escrito para stand-up comedy

Nenhum comentário:

Postar um comentário