sábado, 4 de agosto de 2012

Olimpíadas...

Pois é, já entrámos no mítico mês de Agosto... (Pausa) Sobre este tema, era o que eu tinha para dizer... Agora vamos falar de meses que realmente valem a pena, como o mês de Setembro, que promete a sério este ano... Sobre este outro assunto, tenho duas coisas para dizer: já-está. Deve ser mais ou menos isto que Coelho, Gaspar e um décimo do país que manda no país todo vão dizer na rentrée. Com as empresas a insolver e o país a dissolver, isto promete coisinhas boas para o Outono... Era isto que eu tinha para dizer, só que estava entalado na garganta em francês, que era para ir treinando, mas falhou-me a língua no último momento. Estas sacaninhas (fala da língua, aponta para a língua, põe a língua de fora) às vezes são um bocado escorregadias... Entretanto, enquanto o mundo civilizado se entretém com os Jogos Olímpicos, a decorrer em Londres, a outra metade tenta entender o fenómeno... Eu, por acaso, faço parte de ambas as metades, pelo que tenho uma visão global que me coloca num patamar superior de análise neste assunto em particular. Pessoalmente, nunca fui muito atlético, pouca velocidade, pouca resistência... Isso nunca foi um problema para mim... (Pausa) Já para os atletas portugueses... (Pausa) Pode tornar-se um bocadinho complicado... (Pausa) Só um bocadinho... (Faz o gesto do indicador a aproximar do polegar indicando "um bocadinho") De nada... (Pausa) Sempre que chegam os jogos, fico com a impressão que andámos quatro anos a treinar ao contrário, a correr para trás... Levamos à letra aquela cena de fazer os 'mínimos' para ir ao jogos e, quando la chegamos, lá está, fazemos 'o mínimo'... Nos jogos, os atletas portugueses identificam-se da seguinte maneira: os que saltam para trás, para baixo, os que correm para trás, os que lançam para cima... Ah, estás a ser pouco justo com os atletas portugueses... Eles dão o máximo, representam o espírito olímpico, são porta estandartes nacionais dos valores das olimpíadas... Além disso, perder também é desporto... Fónix, vocês quando vos dá para tagarelar em grande, é uma alegria... Entretanto, a judoca Telma Monteiro, que já foi eliminada dos jogos, e esta até é das fortes e tem resistência, foi nomeada porta estandarte da delegação portuguesa nos Jogos. Um dos responsáveis do comité olímpico português justificou a escolha atendendo ao facto de a Telma ser uma atleta de eleição e, para além disso, ser alguém que pela sua postura na vida é um exemplo para milhões de portugueses... (suspira, evidenciando cansaço pela extensão da última frase... Olha a plateia e diz:) Não sabia que vocês também trabalhavam no comité olímpico... Pensei que só trabalhassem aí sentados a ouvir disparates... Se bem que no comité também se corre sentados, não é? (Pausa) "A Telma Monteiro é um exemplo para milhões de portugueses..." Impecável, acho muito bem... Agora só falta saber quem é a Telma Monteiro... Xau, beijinhos na Irina que está sentada ao vosso lado...


Texto escrito para stand-up comedy...

Nenhum comentário:

Postar um comentário