segunda-feira, 19 de março de 2012

Dia do pai

Esta noite não sonhei que o meu pai falou comigo através da Janet Parker. Mas podia ter acontecido. Foi arrepiante quando de manhã acordei e pensei: - Que sorte, não sonhei que o meu pai falou comigo através da Janet Parker. Vou, contudo, processar a tvi por abrir lugar a essa possibilidade. Aconselho-vos a fazer o mesmo. Pode acontecer-vos também. Foi duplamente tenebroso porque tive de levar com a possibilidade da voz do meu pai através do rosto horripilante da Janet, para mais, a falar em inglês. Não ouvi um hi son, por pouco, e isso é suficiente. Vou para a justiça! Acredito que muito dificilmente o meu pai falasse comigo através da Janet Parker, pois tinha um inglês impronunciável. Mesmo que o Wall Street Institute abrisse um espaço no além, muito dificilmente o meu pai se safaria melhor que o polícia francês do alô, alô a falar a língua de Kate Moss. A Janet usa laca no cabelo. E isso arrepia-me.Vou processar a tvi por isso também. E que língua... Entretanto, já percebi que não sabiam que há um José Castelo Branco dentro de cada um de nós. Eu sei que isto vos deixou extremamente preocupados, o que é compreensível, porque é como a nossa mãe ter um cancro na próstata do nosso pai. E este ter coisas nos ovários da nossa mãe. E agora, o que é que fazemos? Pois, não sei. Os russos já fecharam tudo o que tinham na Sibéria? Um aperto de mão no porteiro do gulag que há em vós, que eu agora vou ali rezar um bocadinho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário