terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

É terça-feira...

Hoje é terça-feira e a vida continua exactamente na mesma. Quando encetei este projecto, pensei que o meu talento seria imediatamente reconhecido pelos meus "pares" e que não tardariam os convites para trabalhar como autor de textos humorísticos. O humor é uma água viscosa de que não é fácil distinguir os compostos. Saber que é uma água já é um avanço epistemológico enorme e deve-se a descoberta a um trabalho de investigação que começou há cinco minutos atrás e que já produziu frutos. O meu cérebro equivale a um pomar que dá fruta constantemente, alguma dela exótica, como se poderá concluir do acervo dos últimos dois meses. (Pausa) Esqueçam as últimas sete ou oito orações, estava a rezar em gramática e corre-me sempre mal. Este texto começa aqui. Passemos uma borracha no que acabo de dizer. Foi sem intenção. Hoje é terça-feira e há dois lados desta questão, pois no humor problematizamos tudo: por um lado, é efectivamente terça-feira, na habitual sequência semanal; por outro lado, esta questão apenas tem um lado, e este é o outro lado desta questão. Por que razão se invocou então um segundo lado da questão? Perguntam vocês, e perguntam bem! Apesar de vocês serem tão imaginários como a dor que tenho no pâncreas neste preciso e exacto momento! Invocou-se um segundo lado para se poder referir que a questão apenas tem um lado. É evidente. Mas dizia, é terça-feira e estou com um problema: acordei com uma erecção no lábio inferior esquerdo. Alguns de vocês já estão a dizer: - Ah, mas isso não é um problema! É uma erecção! (Pausa) Pois, falais bem porque não é nada convosco. Se fosse, não estaríeis tão assim! Eu trabalho, tenho de encarar pessoas todos os dias! Como raio posso falar com os meus colegas com o lábio inferior em cima do superior, como se fosse uma manta?! É coisa para ter de fazer fisioterapia durante seis meses! Começo a pensar que ter uma erecção não é algo cuja bondade axiológica seja assim tão evidente. É aqui que vocês dizem: - Pois, agora vê-se que tens um parti-pris na questão das erecções e, por isso, começas a largar valores fundamentais que até agora eram a base da tua conduta! (Pausa prolongada) Quem raio é que está desse lado? O Pacheco Pereira joga na vossa equipa, agora?! Vocês não falavam assim! Com cenas francesas no meio! Andais a meter o termómetro na boca para ver o febre? E a tirar? E a meter? E a tirar! Numa fracção de segundo? É?! Incomoda-me ter perdido a dignidade por causa de um afluxo extraordinário de sangue ao lábio inferior. É só isso! Parece que tive um avc e não havia vaga para mim no hospital! E tenho de esperar que o tempo cure isto! (Pausa) O tempo cura tudo! (Pausa) Enfim, é um dia para esquecer, este! Acho que vou ali meter dois comprimidos no bucho para estabilizar o humor!

Nenhum comentário:

Postar um comentário