segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

A agenda do presidente

Hoje é segunda-feira, véspera de terça-feira gorda. Nada melhor do que ir espreitar a agenda do senhor presidente da república para perceber onde é que ele não vai hoje e amanhã, sem avisar as pessoas. Ao que parece, o mais alto magistrado da nação (mede para cima de 1,80m) recebe o reitor da Universidade Técnica de Lisboa. Esta, Cavaco não vai falhar, a não ser que o reitor apareça com os alunos atrás. Aí a coisa promete aquecer e Cavaco deverá esconder-se na casa de banho. Segundo fonte da casa civil, o presidente tem vários procedimentos de segurança previstos para este tipo de situações. Procedimento 1 – Espreitar por trás das gelosias do palácio, para confirmar se o reitor chega sozinho. Procedimento 2 – Uma vez ultrapassado o primeiro check-point de segurança, o próprio Cavaco procederá à revista do reitor à entrada da sala de audiências. O objectivo é perceber se este leva alunos enraivecidos por causa do valor das propinas escondidos nos bolsos, ou camuflados no interior do fato. Procedimento 3 – Todas as palavras a serem usadas pelo reitor durante a audiência tiveram de ser enviadas com antecedência de 48 horas. A ordem das palavras também não foi descurada, devendo a sequência prevista ser escrupulosamente respeitada. À primeira palavra de ordem, o encontro será imediatamente interrompido, até que uma equipa de linguistas, a trabalhar em exclusividade da presidência da república, afira da interpretação adequada a dar às mesmas. Procedimento 4 – Antes da audiência começar, o reitor terá de olhar nos olhos Maria Cavaco Silva, para que esta intua os pensamentos mais íntimos do senhor reitor. O objectivo é fazer o despiste de reivindicações ou eventuais críticas à actuação do presidente que possam habitar o subconsciente do reitor. Como é que eu sei isto tudo? Das duas, três: ou uma fonte privilegiada me disse; ou violei a caixa de e-mail da presidência da República (será possível?); ou inventei tudo da cabeça para fora para fazer humor fácil. Tenho uma ideia de qual seja a hipótese verdadeira, mas não posso revelar tudo. Perdia a piada. E humor sem piada é como piada sem humor: não presta. É cafageste! É execrável! Entretanto, até porque, às vezes, as coisas têm destas coisas, constato no sítio oficial da presidência da república que para amanhã, terça-feira de Carnaval, Cavaco Silva não tem qualquer registo na agenda. Será que há tolerância de ponto em Belém?

Nenhum comentário:

Postar um comentário